Siga-nos

Tecnologia

39

Tempo estimado para a leitura: 1minuto(s) e 18segundo(s).

Apple vai desativar funcionalidade em iPhones

O 3D Touch ficará inutilizado assim que atualizar para o iOS 13

ubiie Redação

Publicado

em

O 9to5mac divulgou a informação que a atualização para o iOS 13 desativará o 3D Touch dos iPhones com esta tecnologia que, vale lembrar, são todos os modelos desde o iPhone 6S e iPhone 6S Plus sem contar o iPhone SE e o iPhone XR.

Segundo a publicação, os gestos introduzidos com o 3D Touch serão desativados com a próxima grande atualização da Apple, com a empresa indicando que manterá o toque prolongado como ação contextual com o iOS 13.

A opção estará certamente relacionada com popularidade e custo do 3D Touch. Ainda que apresente potencial, o 3D Touch parece ter passado sempre um pouco despercebido dos utilizadores de iPhone e a poupança na tecnologia e no custo de implementação deverá ajudar controlar o preço de produção dos smartphones.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Tecnologia

Aplicativo que envelhece ameaça a privacidade: “Não usem”

Não é a primeira vez que o aplicativo é alvo de suspeitas

ubiie Redação

Publicado

em

O aplicativo FaceApp se tornou a grande sensação do momento, levando milhões de pessoas por todo o mundo a usarem a tecnologia de reconhecimento facial para mostrarem aos seus amigos como seriam se fossem mais velhos ou mais novos.

Porém, também têm surgido vários avisos e suspeitas de roubo de dados privados através da FaceApp, notícias que foram recebidas com alguma apreensão dado que o aplicativo lidera as tabelas do Google Play e da App Store. Estas preocupações não são de agora e já duram desde 2017, quando o FaceApp também fez sucesso com outro filtro de imagem.

Segundo a ABC Austrália, o app foi criada por developers russos entre os quais Yaroslav Goncharov, que em 2017 contou que o app fazia uso de “redes neurais para modificar qualquer fotografia ao mesmo tempo que a mantinha fotorrealista”. Apesar de ser bem-sucedida naquilo que se propõe a fazer, o FaceApp se tornou o alvo de especialistas em privacidade que apontaram que o aplicativo “pedia mais direitos daquilo que precisava para oferecer o serviço”.

“A resposta curta: não usem”, afirmou o presidente da Fundação de Privacidade da Austrália, David Vaile. “É impossível dizer o que acontece quando carrega [uma fotografia] e isso é um problema. Eles dizem que permite o envio para qualquer lugar e para quem queira, desde que haja uma ligação podem fazer muita coisa”.

O FaceApp alcançou novamente o status de viral do momento mas, dado que voltou a levantar questões sobre privacidade, é natural que volte a ser visto com desconfiança.

0
0
Continuar lendo

smartphone

Preparado para os próximos iPhones? Vídeo revela o novo design

Faltam pouco mais de dois meses até à apresentação oficial dos aparelhos da Apple

ubiie Redação

Publicado

em

Com a apresentação oficial dos próximos iPhones prevista para o mês de setembro é natural que a Apple já se tenha decidido qual será o design de seus novos smartphones. Oficialmente ainda envolvidos em certo mistério, há quem já se disponha a mostrar os designs.

Um deles é o youtuber Marques Brownlee, conhecido como MKBHD, que compartilhou um vídeo onde revela os designs do iPhone 11, o iPhone 11 Max e o iPhone 11R a partir de um molde disponível para fabricantes de capas protetoras. Vale destacar que estes ainda não são oficialmente os nomes dos próximos smartphones da Apple, sendo no entanto uma forma simples do youtuber se referir aos sucessors do iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR.

O grande destaque do vídeo vai para a câmara traseira, agora com três sensores. Ainda que seja uma importante melhoria, Brownlee nota que o design deverá não ser do agrado de todos. Melhor mesmo é ver o vídeo.

0
0
Continuar lendo

Espaço

Perigo sideral: o que aconteceria se Estação Espacial Internacional caísse na Terra?

Uma breve análise mostra o que poderia acontecer se a Estação Espacial Internacional (EEI) caísse na Terra, tal como aconteceu com a primeira estação Skylab há 40 anos.

ubiie Redação

Publicado

em

A NASA, juntamente com outras quatro agências espaciais, verá o seu orçamento atual esgotar-se em 2024 e planeja retirar a EEI do espaço em 2028. Isso poderia eventualmente significar a saída de órbita da estação e sua queda em nosso planeta.

Deixar ou não cair

A primeira razão pela qual as agências deixariam que a estação despencasse do espaço seria porque é mais barato.

Segundo estimativas, seriam necessárias 27 missões de um ônibus espacial indo e vindo da Terra para transportar todas as peças da instalação, escreve o tabloide britânico Daily Star.

Cada missão custa cerca de US$ 450 milhões (R$ 1,7 bilhão), isso significando um custo total para as várias agências espaciais de US$ 12.1 bilhões (R$ 45 bilhões).

Tirar a estação de órbita e deixar que eventualmente caia seria uma alternativa muito mais barata para todos os países envolvidos.

Locais prováveis de queda

A área mais provável de queda é em um trecho do oceano Atlântico conhecido como Ponto Nemo, também chamado de “Polo da Inacessibilidade do Pacífico”.

Conhecido como “cemitério de satélites”, a região é o local mais remoto do planeta e é cercada por mais de 1,6 mil km de água.

Riscos para a humanidade

Apesar de ser improvável que a EEI caia em alguma cidade ou vila, ainda assim tal não é impossível.

Algumas das maiores seções da nave espacial russa Mir sobreviveram à reentrada na atmosfera da Terra em 2001, causando uma trilha de detritos que se estendeu por 2,9 mil km de comprimento.

Como a EEI é três vezes maior que a estação Mir, isso significaria que esse rastro poderia ser muito maior e até alcançar áreas povoadas.

Conforme o Tratado do Espaço Sideral (acordo sobre os princípios das atividades de exploração do espaço), cada país é legalmente responsável por desorbitar seus próprios módulos da EEI.

Os russos alegadamente planejam mover seus segmentos e usá-los para formar uma nova estação espacial.


Estação Espacial Internacional

Como os russos supostamente planejam usar seus segmentos, então isso pode significar que a estação nunca virá de fato a colidir com a Terra.

Próximas metas

Caso esse problema seja resolvido sem grandes custos, a NASA aumentaria suas chances de alcançar seus objetivos de longo prazo de fazer pousar humanos em Marte até 2033. O presidente dos EUA, Donald Trump, também quer que a agência volte a enviar astronautas à Lua, o que pode acontecer quando a estação espacial lunar for lançada em 2024.

Espera-se que a China e a Rússia também construam suas próprias estações espaciais.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
107,75
JPY +0,05%
3,75
BRL +0,01%
1EUR
Euro. European Union
=
120,84
JPY –0,06%
4,20
BRL –0,10%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
1.120.799,28
JPY –3,30%
39.000,48
BRL –3,34%

Tokyo
21°
Cloudy
MonTueWed
26/22°C
28/23°C
29/23°C

São Paulo
21°
Fair
SunMonTue
min 14°C
25/14°C
26/14°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana