Siga-nos

Esportes

57

Tempo estimado para a leitura: 3minuto(s) e 36segundo(s).

Tóquio-2020 define horários das competições e fará público madrugar

Os Jogos Olímpicos de Tóquio serão realizados entre os dias 24 de julho e 9 de agosto de 2020

ubiie Redação

Publicado

em

A organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio divulgou nesta terça-feira os horários determinados para as 339 competições das 33 modalidades que integrarão o calendário do grande evento, que será realizado entre os dias 24 de julho e 9 de agosto de 2020.

Com a esperança de evitar os efeitos do calor que costuma ser intenso nesta época do ano na capital japonesa, assim como em alguns casos para atender interesses de canais de TV de outros países que transmitirão algumas modalidades em horários mais atrativos para os seus respectivos telespectadores e patrocinadores, os organizadores definiram uma agenda que obrigará muitos competidores e o público a madrugarem em algumas disputas da Olimpíada.

A final masculina da prova da marcha de 50km, por exemplo, foi marcada para começar às 5h30 no horário local, enquanto as provas da maratona para homens e para mulheres serão iniciadas às 6 horas. A maratona aquática é outra que terá sua programação começando bem cedo, às 7h, enquanto as disputas do triatlo serão abertas às 7h30.

O softbol, esporte que entrou no programa olímpico de Tóquio e só terá uma categoria feminina, teve algumas de suas partidas agendadas para as 9 horas. Enquanto isso, o beisebol, outra modalidade inserida nesta Olimpíada, não terá nenhum jogo sendo iniciado antes do meio-dia, pelo horário de Tóquio.

Estes dois esportes saíram do programa dos Jogos depois de terem feito parte de Pequim-2008, na China, e voltarão a ser realizados nesta edição da Olimpíada por causa da popularidade que possuem no Japão.

Há 55 anos, os Jogos Olímpicos de Tóquio de 1964 foram realizados no outono e, na época, não enfrentou problemas com o calor. Porém, na era moderna o evento não pode ocorrer nesta estação no Japão, pois se chocaria com o abarrotado calendário do futebol europeu e com o ciclo de disputas das quatro grandes modalidades dos Estados Unidos ao longo de todo o ano: futebol americano, beisebol, basquete e hóquei.

Os organizadores da Olimpíada consultaram os horários com o Comitê Olímpico Internacional (COI), com os órgãos reguladores dos diferentes esportes, com competidores e especialistas médicos, garantiu Koji Murofushi, diretor esportivo dos Jogos de Tóquio e medalhista olímpico de ouro em Atenas-2004 na prova do lançamento do martelo.

“Quando vemos os Jogos Olímpicos em geral, é claro que temos que considerar o público global e ajustar e controlar o cronograma como um todo”, ressaltou o dirigente nesta terça-feira. “Os atletas, quando conhecem a sua programação com antecedência, podem fazer um ajuste para se prepararem”, reforçou.

Como já havia sido anunciado anteriormente, as finais da natação de Tóquio-2020 começarão às 10h30 locais. Neste caso, este horário não foi definido por causa do calor no Japão, mas para permitir que as emissoras de TV dos Estados Unidos, país que é a maior potência desta modalidade, possam transmitir estes eventos em horário nobre e também de maior audiência no país. O canal norte-americano NBC paga bilhões ao COI para garantir os direitos de transmissão dos Jogos Olímpicos.

A primeira medalha de ouro da Olimpíada de Tóquio-2020 será definida no tiro, na prova feminina da carabina de ar de 10 metros, marcada para ocorrer em 25 de julho, um dia depois da cerimônia de abertura dos Jogos. Já para 8 de agosto, véspera da festa de encerramento, a organização programou um “super sábado” com cerca de 30 finais, incluídas as masculinas de esportes coletivos como o basquete, o futebol e o beisebol.

A modalidade mais difícil de ser planejada é o surfe, adicionado ao programa olímpico para esta próxima edição dos Jogos. Os organização reservou uma janela de oito dias para o evento, confiando de que em pelo menos metade destes dias o mar japonês estará com boas ondas, condição fundamental para a prática deste esporte. Pela agenda de criada para essa disputa, quatro dias são suficientes para que os surfistas participem das baterias eliminatórias e dos confrontos decisivos que determinarão os medalhistas.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Esportes

Torcedores violentos não entrarão no Brasil para Copa América

O torneio será realizado de 14 de junho a 7 de julho

ubiie Redação

Publicado

em

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, baixou portaria nesta segunda-feira que determina o impedimento da entrada no País de torcedores violentos que pretendam assistir à Copa América. O torneio será realizado de 14 de junho a 7 de julho em cinco cidades: Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Doze seleções participam da disputa.

De acordo com o ato, publicado no Diário Oficial da União (DOU), “os servidores com atuação no controle fronteiriço e em atividades de fiscalização migratória nos portos, aeroportos internacionais e pontos de fiscalização terrestre de migração aplicarão a medida de impedimento de ingresso no território nacional a todo estrangeiro cujo nome conste dos sistemas de controle migratório como ‘membro de torcida envolvido em violência em estádios’, durante o período da Copa América Conmebol Brasil 2019”.

No caso de ocorrência da situação para impedimento de torcedores violentos, o servidor adotará o procedimento de controle migratório realizado pelo Departamento de Polícia Federal, previsto em uma instrução normativa de 2013, diz a portaria sem especificar a medida.

“A aplicação das medidas previstas nesta portaria não afastará a incidência de mecanismos de cooperação jurídica internacional pertinentes, nem prejudicará o cumprimento de compromissos internacionais assumidos pelo País”, citou o texto. “As disposições contidas nesta portaria não afastam os demais casos de impedimento de ingresso no País estabelecidos na legislação”, acrescentou.

0
0
Continuar lendo

Automobilismo

Os 25 anos da morte de Senna será marcado por homenagens

As homenagens ao astro brasileiro acontecerão em Interlagos e em Ímola

ubiie Redação

Publicado

em

Os 25 anos da morte de Ayrton Senna vão ganhar homenagens nesta quinta-feira em duas pistas especiais para o piloto. Em Interlagos, o festival “Senna Day” terá atividades para o público como simuladores de corrida, exposições de itens do tricampeão mundial e apresentações musicais. Outro local de celebrações será em Ímola, com uma missa que terá início exatamente no horário do acidente: 14h17.

Apesar da lembrança triste pela morte, em Ímola o piloto ganhou três corridas da Fórmula 1 (1988, 1989 e 1991). No autódromo há um museu com uma parte dedicada ao brasileiro, além de uma estátua. Piloto de Fórmula 4, o brasileiro Enzo Fittipaldi, de 17 anos, visitou a pista recentemente para se inspirar em um dos ídolos que tem na carreira.

“Para mim foi muito especial a visita, porque ele é um dos meus ídolos. Sempre assisto vídeos dele pilotando. Foi emocionante passar ao lado do local do acidente. Tem muitas flores, fotos e mensagens do mundo inteiro deixadas por fãs. É um local de muita energia e você sente paz. Só se ouve os passarinhos cantando, o vento soprando nas árvores. É muito especial mesmo”, contou. “Senna foi muito rápido na chuva, assim como é exemplo na disciplina e dedicação que teve pelo esporte. Ele era muito incrível”, disse.

Em Ímola, além da missa, haverá uma visita guiada à pista e aos boxes. O autódromo está fora do calendário da Fórmula 1 desde 2006 e nos últimos anos tem recebido principalmente corridas de categorias italianas e provas de atletismo.

A festa em Interlagos começará às 7h. Ao longo do dia, as atividades terão recreação para as crianças, baterias de kart, shows musicais e a experiência de uma volta onboard em Interlagos narrada pelo próprio Senna.

1
0
Continuar lendo

Esportes

Após agressão, Neymar diz que ninguém tem sangue de barata

“Tô errado? Tô. Mas ninguém tem sangue de barata”, escreveu Neymar após agredir um torcedor do PSG

ubiie Redação

Publicado

em

Neymar comentou nas redes sociais o soco que deu em um torcedor durante a premiação da Copa da França, em que o Rennes derrotou o Paris Saint-Germain nos pênaltis. Em resposta a uma publicação no Instagram de seu assessor pessoal de marketing, Alex Bernardo, o jogador reconheceu que errou, mas justificou sua atitude.

“Tô errado? Tô. Mas ninguém tem sangue de barata”, escreveu Neymar. Na publicação, Bernardo defendeu seu cliente, dizendo que o empurrão foi “merecido”, porque o torcedor estava ofendendo vários jogadores do PSG.

Na decisão da Copa da França, o PSG abriu 2 a 0 com gols de Daniel Alves e do próprio Neymar, mas cedeu o empate com gol contra de Kimpembe e outro de Mexer. O jogo continuou empatado na prorrogação e foi decidido nos pênaltis. As equipes acertaram todos os cinco primeiro chutes, mas, na sexta batida, Sarr acertou e Nkunku isolou a bola, dando o título para o Rennes.

Para o jornal francês L’Équipe, o homem agredido revelou que não torce para o Rennes, mas sim para o Nantes. Ele alegou que não insultou os jogadores, apenas dizendo que eles “tinham sido nulos” e que “já eram”. Também afirmou que cogitou ir a uma delegacia prestar queixa contra Neymar, porque seu nariz estava sangrando, mas desistiu porque deveria voltar para Nantes.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
109,32
JPY +0,01%
4,02
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
122,50
JPY +0,02%
4,51
BRL +0,01%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
873.361,18
JPY –0,20%
32.138,96
BRL –0,21%

Tokyo
28°
Sunny
SatSunMon
min 18°C
32/19°C
31/21°C

São Paulo
12°
Fair
SatSunMon
20/13°C
22/12°C
26/16°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana