Siga-nos

Mundo

76

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 53segundo(s).

EUA estão à beira da falência devido a gastos militares, diz mídia

O complexo militar-industrial dos EUA, junto com um governo corrupto e funcionários pouco competentes, faz o país mergulhar cada vez mais no buraco da dívida, escreve a edição CounterPunch.

ubiie Redação

Publicado

em

Segundo a edição, os crescentes gastos militares estão levando os EUA à falência. O governo e altos funcionários enganam a população, exigindo cada vez mais dinheiro para o Exército.

Na qualidade de exemplo a CounterPunch cita os resultados da investigação da organização Open the Government, segundo a qual os militares estadunidenses gastam somas enormes com compras não ligadas ao serviço militar, em particular, uma poltrona por 9.241 dólares (R$ 35.200), talheres de porcelana por 53 mil dólares (R$ 202 mil), bebidas alcoólicas por 308 mil dólares (R$ 1,2 milhões), bem como mariscos de luxo por 4,6 milhões de dólares (R$ 17,5 milhões).

Além disso, o governo norte-americano gasta muito mais do que recebe dos impostos e, por isso, é obrigado a pedir emprestado a outros países. Esse dinheiro é usado para financiamento das instituições estatais e guerras incessantes por todo o mundo, enquanto a educação, a saúde pública e a infraestrutura se encontram em decadência, ressaltou a edição.

“Finalmente, os impérios militares inevitavelmente colapsam, ao se expandirem e gastarem tudo até ao último cêntimo. O mesmo aconteceu com Roma e agora se repete de novo. O império americano já está se destruindo. Estamos nos aproximando da massa crítica”, afirma a CounterPunch.

Os EUA se atolam cada vez mais em dívidas, sendo todas as decisões ligadas ao financiamento tomadas pelo complexo militar-industrial do país. Segundo a edição, desde 2001 os EUA gastaram 4,7 trilhões de dólares com as guerras no exterior. A dívida pública aumenta 32 milhões de dólares por hora, mas o governo gasta a cada cinco segundos no Iraque mais de que um americano médio recebe em um ano inteiro.

No entanto, Washington não tornou o mundo mais seguro. De acordo com as avaliações de investigadores, os militares estadunidenses lançam bombas a cada 12 minutos em algum ponto do mundo, mas desde 2001 a morte de 500 mil pessoas está ligada às ações dos EUA.

A edição concluiu que os EUA estão caminhando para a falência total e no país já estão visíveis vestígios da falência da sociedade praticamente em todas as esferas, mas o governo americano está pronto a reprimir quaisquer manifestações de descontentamento.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Mundo

Doações para reconstrução de Notre-Dame somam US$ 900 milhões

O incêndio devastou a estrutura histórica, destruindo a torre e de dois terços do teto

ubiie Redação

Publicado

em

Doações estão sendo feitas em todo o mundo visando reconstruir a Catedral de Notre-Dame, em Paris, que foi seriamente danificada por um incêndio. Segundo a imprensa francesa, já foram arrecadados 900 milhões de dólares.

O incêndio – ocorrido na segunda-feira, dia 15 – devastou a estrutura histórica, destruindo a torre e de dois terços do teto.

Empresas da França são líderes em contribuições para os esforços de captação de recursos.

Um conglomerado de produtos de luxo, o fundador de uma grande empresa de cosméticos e uma petroleira, entre outros, se comprometeram a fazer doações substanciais.

Universidades e uma gigante de tecnologia da informação dos Estados Unidos também contribuíram.

Mais de 1.500 pessoas em 50 países também efetuaram doações no valor de 80 mil dólares até o momento em um site de arrecadação na internet aprovado por autoridades francesas.

O presidente da França, Emmanuel Macron, se comprometeu a reconstruir a catedral em cinco anos, quando Paris sediará os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão.

Macron estimou que serão necessários 850 milhões de dólares para a reconstrução. No entanto, ainda não está claro quanto tempo vai levar para reconstruir Notre-Dame.

De acordo com especialistas, o trabalho pode levar décadas.

0
0
Continuar lendo

Mundo

Ex-presidente do Peru morre após dar tiro na cabeça ao ser preso

Alan García era acusado de corrupção em caso envolvendo a empresa brasileira Odebrecht

ubiie Redação

Publicado

em

O ex-presidente do Peru Alan García morreu hoje (17) durante cirurgia, depois de dar um tiro na cabeça ao receber ordem de prisão em sua casa, no bairro Miraflores, em Lima. Ele era acusado de corrupção em caso envolvendo a empresa brasileira Odebrecht. García foi levado com urgência ao Hospital Casimiro Ulloa, na capital peruana, mas não resistiu.

De acordo com informações médicas, o ex-presidente, 69 anos, teve três paradas cardíacas e foi reanimado. Ele deu entrada no hospital às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala no crânio.

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, lamentou no Twitter a morte de Alan García. “Consternado com a morte do ex-presidente. Envio minhas condolências à família e pessoas queridas”, escreveu.

0
0
Continuar lendo

Mundo

Coreia do Norte anuncia teste com nova arma táctica

O teste foi supervisionado por Kim Jong-un

ubiie Redação

Publicado

em

A Coreia do Norte anunciou que testou um novo tipo de arma táctica guiada nesta quarta-feira (17). A informação foi confirmada pela KCNA, a agência de notícias norte-coreana. O lançamento desta nova arma foi supervisionado por Kim Jong-un.

Segundo a KCNA, o líder da Coreia do Norte disse que o “desenvolvimento deste sistema de armas serve como um evento de grande significância no aumento do poder de combate do Exército do Povo”.

O anúncio deste lançamento de uma nova arma segue-se às notícias que circulavam nos meios de comunicação internacionais e que davam conta de um aumento de atividade no centro de pesquisa de mísseis do regime de Pyongyang.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
111,92
JPY 0,00%
3,94
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
125,86
JPY 0,00%
4,43
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
595.778,39
JPY +0,56%
20.952,33
BRL +0,56%

Tokyo
15°
Mostly Cloudy
SatSunMon
min 12°C
22/15°C
23/14°C

São Paulo
24°
Fair
SatSunMon
28/17°C
30/18°C
30/19°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana