Siga-nos

Espaço

47

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 37segundo(s).

Asteroide maior do que Estátua da Liberdade está se aproximando da Terra

Deslumbramento e temor são emoções que se fundem à medida que o objeto alienígena se aproxima do raio de visão dos terráqueos. A previsão para o melhor avistamento são as primeiras horas de 6 de fevereiro.

ubiie Redação

Publicado

em

Batizado pela NASA de Asteroide 2013 RV9, o objeto rochoso e metálico deverá se mostrar em destaque ao olhar dos habitantes da Terra às 3h30 da quarta-feira (6), no horário de Brasília. A distância entre o asteroide e o nosso planeta será de cerca de 6.842,740 quilômetros, o que é uma proximidade maior do que das últimas seis vezes em que o viajante do espaço passou pelo planeta na última década.

Para entender o quão próximo o asteroide ficará da Terra, em 2003 e 2004, a distância era de 54.204.692 e 57.613.556 quilômetros. Em agosto de 2018, a proximidade chegou a 34.709.371 quilômetros.
O tamanho do RV9 é estimado em torno de 51 a 110 metros de diâmetro. A altura é maior do que a Estátua da Liberdade – 93 metros.

A NASA identificou o asteroide como um Objeto Próximo à Terra (NEO) que inclui os corpos celestes do Sistema Solar com órbitas que os podem trazer perto do nosso planeta.

“Devido aos esforços contínuos de busca para encontrar a maioria dos grandes NEO, os objetos serão eventualmente encontrados em trajetórias muito próximas da Terra. Um cuidado deve ser tomado para verificar quaisquer previsões de impacto com a Terra”, explica a NASA, acrescentando que o possível impacto poderá ser calculada alguns anos antes do evento.

Segundo a agência espacial, dado o tempo de aviso prévio de vários anos, a tecnologia existente poderia ser usada para desviar o objeto ameaçador da Terra.

Os próximos avistamentos do RV9 a partir da Terra serão em 2022, 2023, 2024 e outras diversas vezes durante este século.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Espaço

Nasa está pronta para dizer adeus ao robô Opportunity em Marte

Agência espacial norte-americana deve declarar nesta quarta (13) o fim da missão

ubiie Redação

Publicado

em

A agência espacial norte-americana Nasa anunciou que uma reunião está marcada para esta quarta-feira (13) para declarar encerrada a missão Opportunity, segundo informações da France Presse.

A última tentativa de retomar o contato com o robô Opportunity em Marte teria ocorrido na tarde desta terça (12), oito meses após sua última mensagem.

O Opportunity desembarcou em 2004 em Marte e viajou 45 km. Uma tempestade de poeira que durou vários meses matou o robô, cuja última comunicação foi em 10 de junho de 2018.

0
0
Continuar lendo

Espaço

NASA divulga inigualável FOTO de 360° da paisagem de Marte

A NASA publicou uma imagem panorâmica dando uma ampla visão da paisagem de Marte captada pelo rover Curiosity, diz um comunicado oficial no site da agência espacial.

ubiie Redação

Publicado

em

Relata-se que o veículo desceu do cume de Vera Rubin, localizado no Monte Sharp, o pico central da cratera marciana Gale, depois de mais de um ano de pesquisa. Antes de sair, o Curiosity fez um registro de 360 graus da paisagem de sua última área de perfuração no cume do Rock Hall. O rover vai passar o próximo ano explorando os depósitos de argila da região.

Em 2012, o rover Curiosity pousou na área da cratera marciana Gale, onde as camadas profundas do solo marciano são claramente visíveis, revelando a história geológica do planeta.

As principais tarefas da missão Curiosity no Planeta Vermelho são conduzir estudos geológicos e geoquímicos detalhados, estudar a atmosfera e o clima e procurar água ou indícios de sua presença e matéria orgânica. Esses dados ajudarão a determinar se Marte já foi habitável e se há lugares adequados para a vida atualmente.

0
0
Continuar lendo

Espaço

Administrador da NASA anuncia planos de enviar e manter humanos na Lua

O administrador da agência espacial norte-americana, Jim Bridenstine, disse que a NASA planeja enviar pessoas à Lua e a Marte, bem como mantê-las lá por mais tempo.

ubiie Redação

Publicado

em

Bridenstine detalhou em comunicado os objetivos da agência para que os astronautas explorem mais a superfície por períodos mais longos.

“Como um apoiador de longa data da NASA, estou muito feliz de estar falando mais uma vez sobre o pouso de humanos na Lua. Mas, para alguns, dizer que estamos voltando para a lua, significa que faremos o mesmo que fizemos há 50 anos. Eu quero ser claro — não é assim que vemos a questão”, escreveu Bridenstine em seu post no blog da Ozy.

A pedido do líder americano, Donald Trump, e do Congresso dos EUA, o administrador convocou “os melhores e mais brilhantes [especialistas] da indústria americana para ajudar a projetar e desenvolver aterrissadores lunares para humanos”.

“Estamos indo para a Lua com novas tecnologias e sistemas inovadores para explorar mais locais em toda a superfície do que imaginávamos ser possível. Desta vez, quando formos à lua, nós ficaremos lá”, acrescentou.

A NASA começará a avançar com seus planos na próxima semana, quando os parceiros da indústria privada e de outras partes do mundo visitarão a sede da agência espacial para discutir as sondas lunares, informou o gerente, adicionando que o objetivo da empresa é levar astronautas de volta à Lua até à próxima década.

“Bilhões de pessoas em todo o mundo assistirão à história sendo feita quando os astronautas exploram mais a superfície por mais tempo do que nunca, e nos ajudem a nos prepararmos para missões a Marte e outros destinos”, concluiu.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
110,54
JPY –0,03%
3,72
BRL +0,50%
1EUR
Euro. European Union
=
125,25
JPY +0,28%
4,21
BRL +0,81%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
414.755,10
JPY +2,87%
13.952,47
BRL +3,38%

Tokyo
Partly Cloudy
MonTueWed
min 5°C
12/6°C
17/7°C

São Paulo
25°
Partly Cloudy
MonTueWed
28/21°C
28/20°C
29/21°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana