Siga-nos

Brasil

36

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 40segundo(s).

Mais de 50 suspeitos são presos após chegada da Força Nacional ao Ceará

O estado já contabiliza 90 ataques, que começaram na noite do último dia 2, em 26 cidades cearenses

ubiie Redação

Publicado

em

Após a chegada da Força Nacional no Ceará, nesse sábado (5), 53 pessoas foram presas, afirmou a Secretaria da Segurança do estado. No total, as autoridades já prenderam 103 suspeitos de cometerem uma sequência de atos violentos, coordenados por facções criminosas. Depois do reforço militar, conforme a pasta, não houve mais ataque a ônibus – 18 transportes públicos foram incendiados em menos de 24 horas.

O estado já contabiliza 90 ataques, que começaram na noite do último dia 2, em 26 cidades cearenses. A atuação das tropas nacionais está sendo vista em abordagens de motoristas e motociclistas, já que a maior parte da violência é praticada por homens em veículos, segundo informações do G1. Ainda de acordo com a reportagem, as equipes estarão em “vias estratégicas”.

Moro autoriza reforço

O novo ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou o envio de tropas da Força Nacional para atuar no combate a violência e do crime organizado no estado do Ceará. As tropas devem atuar em policiamento ostensivo e outras operações de segurança em conjunto com às forças policiais já em operação no estado. O período de atuação das tropas estipulado por Moro é de 30 dias. Moro havia negado envio imediato de tropas federais para o estado.

Entenda o caso

Ceará sofre uma onda de ataques criminosos que estariam sendo coordenados por facções do crime organizado em vários pontos de Fortaleza, e no interior do estado. Os atos violentos acontecem desde a última quarta-feira. A motivação seria por represália à diretriz anunciada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de remanejar e juntar presos independente das facções.

1
0
Clique para comentar
Publicidade

Brasil

Falha em sistema da Caixa faz dinheiro de clientes ‘sumir’ da conta

Nas redes sociais, dezenas de correntistas relataram o problema

ubiie Redação

Publicado

em

Uma falha no sistema da Caixa Econômica Federal fez o dinheiro de clientes “desaparecer” da conta desde a manhã desta sexta-feira (18). Nas redes sociais, dezenas de correntistas relataram o problema. Por meio de nota, o banco afirmou que “alguns créditos em conta foram processados com atraso, e já estão sendo regularizados, sem prejuízos aos clientes”. As informações são do G1.

Em um dos relatos, um correntista disse que três transferências via TED da conta realizadas no dia anterior sumiram “como num passe de mágica”. Ao contatar o SAC, funcionários pediram prazo de 48 horas para que a situação fosse normalizada. Um correntista comentou no perfil da Caixa que um funcionário disse a ele que era “um problema do sistema”.

0
0
Continuar lendo

Política

Em carta a Jean Wyllys, Lula pede ‘enfrentamento’ a Bolsonaro

O deputado conta que enviou o seu livro ‘Tempo bom, tempo ruim’, escrito por ele, ao ex-presidente e recebeu carta em resposta

ubiie Redação

Publicado

em

Da prisão em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua se mostrando um dos principais opositores ao presidente Jair Bolsonaro. Em carta divulgada nessa quinta-feira (17) pelo deputado Jean Wyllys, o petista pediu “forte enfrentamento político” ao novo governo.

Wyllys contou que enviou o seu livro “Tempo bom, tempo ruim”, escrito por ele, a Lula. Em resposta, ele recebeu uma carta feita à mão pelo ex-presidente, em que ele agradece o presente e a dedicação do deputado à política e pede oposição ao governo de Bolsonaro:

“Eu estou convencido que temos que consolidar um forte enfrentamento político com o governo, e ao mesmo tempo, tratar de organizar politicamente o nosso povo”, escreveu Lula.

0
0
Continuar lendo

Brasil

Assassino de Marielle seria ex-policial do Bope

Segundo seis testemunhas, o assassino da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes, é um ex-policial do Bope. A informação foi publicada pelo The Intercept Brasil nesta quinta-feira (17).

ubiie Redação

Publicado

em

De acordo com a publicação, o policial foi expulso da corporação por sua ligação com grupos criminosos. Desde então, ele trabalha como assassino de aluguel.

O The Intercept Brasil diz ter conseguido acesso ao inquérito que apura a morte da vereadora, o mesmo que a Justiça proibiu a Rede Globo de noticiar, e afirma ter optado em manter em sigilo o nome do suspeito para não atrapalhar as investigações.

O grupo do principal suspeito do crime conta com dois outros policiais do Bope, a tropa de elite da polícia carioca. Eles também teriam participação no assassinato de Marielle e podem estar ligados a outros homicídios de grande repercussão, como a morte do ex-presidente da escola de samba Portela, Marcos Vieira de Souza.

O inquérito aponta que o Cobalt prata utilizado na execução de Marielle foi flagrado em imagens de câmeras de segurança em Rio das Pedras, bairro na zona oeste do Rio de Janeiro, na véspera do crime.

A principal linha de investigação é de que o assassinato da vereadora tenha ligação com grupos milicianos cariocas.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
109,62
JPY –0,05%
3,75
BRL +0,01%
1EUR
Euro. European Union
=
124,69
JPY +0,03%
4,27
BRL +0,09%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
389.237,64
JPY +0,20%
13.323,09
BRL +0,26%

Tokyo
Sunny
MonTueWed
11/2°C
11/1°C
11/3°C

São Paulo
23°
Thunder in the Vicinity
SunMonTue
min 21°C
32/22°C
29/22°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana