Siga-nos

Entretenimento

40

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 57segundo(s).

Gastei todo o dinheiro, revela um dos vencedores do BBB

A 19ª edição do programa começa no próximo dia 15, e os concorrentes deverão ser anunciados a partir da próxima semana

ubiie Redação

Publicado

em

A poucos dias do retorno do Big Brother Brasil, o Altas Horas (Globo) vai reunir alguns campeões de edições anteriores no programa deste sábado (5) para falar o que mudou em suas vidas após o reality. Entre os convidados estarão Dhomini (BBB3), Diego Alemão (BBB7), Marcelo Dourado (BBB10) e a atual campeã, Gleici.

“Hoje tem que ter segurança reforçada na Rede Globo porque nunca vi tantos milhões”, brincou Fernanda Keulla, que levou o prêmio do BBB13 e retorna agora como repórter do programa. “A gente faz parte de um grupo muito seleto. Ganhar um prêmio e receber uma votação pública é muito amor, movimenta muitos corações”.

Diego Alemão brincou com o temperamento dos colegas, que ele chamou de gente muito brava. “Hoje está todo mundo tranquilo, todo mundo feliz. Se juntar e deixar três horinhas tudo bem, mas deixa uma semana juntos para você ver o que acontece”, afirmou o campeão da 10ª edição do programa.

Gleici, que venceu o BBB18, falou ainda sobre a perda do título de atual campeã após a nova edição. “Eu tenho noção que daqui a pouco começa o próximo BBB e novos BBBs vão aparecer. Então vai vir um próximo campeão e será mais solicitado do que eu. Preciso ser realista e ter meus pés no chão”, diz.

A acreana, que continua namorando o colega de confinamento Wagner, contou que tem estudado teatro, que ainda não pensa em casamento e que sabe que o programa a tornou uma referência “principalmente para as meninas negras de periferia”. “Sempre fui militante e tive muitas causas. A pessoa para sobreviver precisa ter causas”.

A 19ª edição do BBB começa no próximo dia 15, e os concorrentes deverão ser anunciados a partir da próxima semana durante a programação da Globo. O diretor do programa, J.B. de Oliveira, o Boninho, chegou a revelar alguns detalhes em suas redes sociais, mas alertou que algumas delas podem ser falsas.

Em outra ocasião, no Quem on Stage, na praia de Ipanema, nesta sexta-feira (4), outros oito ex-BBBs participaram de um bate-papo: Cida Moraes, do BBB2, Max Porto, campeão do BBB9, o casal Fran e Diego Grossi, do BBB14, e Patrícia Leitte e Ayrton Lima, do BBB18.

Na ocasião, eles falaram sobre o que fizeram com o dinheiro que ganharam no programa e depois dele. Max, que foi o único campeão que participou da conversa, foi direto. “Gastei tudo. Dinheiro é para resolver problemas. Ainda bem que tem, né?”, disse ele.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Famosos

Aos 53 anos, morre Marcelo Yuka, fundador d’O Rappa

Ele estava internado desde dezembro, com um quadro de infecção generalizada

ubiie Redação

Publicado

em

Morreu na noite dessa sexta-feira (18) o músico Marcelo Yuka, ex-baterista e um dos fundadores do grupo O Rappa.

A assessoria do hospital Quinta D’Or, do Rio de Janeiro, confirmou a morte do artista. Ele estava internado desde dezembro.

De acordo com informações do UOL, Yuka estava com um quadro de infecção generalizada após sofrer um segundo AVC (acidente vascular cerebral).

Em 2000, ele sofreu um assalto e ficou paraplégico. O estado de saúde de Yuka vinha se deteriorando desde agosto de 2018, quando ele sofreu um primeiro derrame.

Trajetória

Yuka notabilizou-se como compositor da maioria das canções de O Rappa, no período em que esteve na banda, com letras carregadas de intenso teor social e crítico.

É dele sucessos como “Minha alma (a paz que eu não quero)”, “Me deixa” e “Todo camburão tem um pouco de navio negreiro”. No entanto, se afastou do grupo após divergências entre ele e o restante dos integrantes, em 2001.

Em 2004, fundou a banda F.ur.t.o (Frente Urbana de Trabalhos Organizados), parte de um projeto social que já existia na época de O Rappa.

Cinco anos depois, foi vítima de outro assalto e levou socos e pontapés de bandidos que tentavam levar seu carro.

O músico chegou a ficar sob as rodas do veículo e só não foi atropelado porque os assaltantes não conseguiram dar partida no veículo, adaptado para deficientes, conforme o portal G1.

Em 2017, lançou seu primeiro álbum solo, “Canções para depois do ódio”, com uma sonoridade que mesclava batidas eletrônicas e ritmos afro, fruto da parceria com o produtor e DJ Apollo 9. Céu, Seu Jorge, Cibelle e Bukassa Kabengele participaram do disco.

Na política, foi filiado por oito anos ao PSOL, e chegou a concorrer a vice-prefeito do Rio de Janeiro em uma chapa com Marcelo Freixo em 2012.

0
0
Continuar lendo

Famosos

Caio Junqueira, de ‘Tropa de Elite’, está em estado grave após acidente

Caio Junqueira segue recebendo os cuidados necessários no hospital Miguel Couto

ubiie Redação

Publicado

em

É grave o quadro de saúde do ator Caio Junqueira, 42, que se submeteu a uma cirurgia após sofrer um acidente de carro na região do Aterro do Flamengo, na zona sul do Rio, nesta quarta-feira (17).

Segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde à reportagem, Caio Junqueira segue recebendo os cuidados necessários no hospital Miguel Couto.

O acidente aconteceu próximo ao Monumento aos Pracinhas, mas a polícia não deu detalhes de como aconteceu.

Junqueira interpretou o policial militar Neto Gouveia no filme “Tropa de Elite” (2007) e fez Ricky na série “O Mecanismo” (Netflix). Ele também já atuou em novelas como “O Clone” (Globo, 2001) e “Escrava Isaura” (Record, 2004).

0
0
Continuar lendo

Famosos

José Mayer deixa a Globo após 35 anos de emissora e caso de assédio

Mayer estava afastado da TV desde abril de 2017.

ubiie Redação

Publicado

em

O ator José Mayer deixou a Globo após mais de 35 anos de amissora. A notícia foi confirmada pela própria TV na tarde desta terça-feira(15) em um comunicado oficial.

Mayer estava afastado da TV desde abril de 2017, quando foi acusado de assédio sexual pela figurinista Susslem Meneguzzi Tonani, durante os bastidores da novela “A Lei do Amor”, o ator ainda permanecia com contrato vigente.

“Depois de mais de 35 anos de uma trajetória iniciada na novela ‘Guerra dos Sexos’, em 1983, com participação em mais de 40 obras, entre novelas, séries, minisséries e especiais, a Globo e o ator José Mayer informam o fim da parceria, de comum acordo, no final de 2018”, diz o comunicado.

Na época, o ator chegou a se desculpar pelo ocorrido. “Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas”, dizia trecho de carta enviada pelo ator.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
109,62
JPY –0,05%
3,75
BRL +0,01%
1EUR
Euro. European Union
=
124,69
JPY +0,03%
4,27
BRL +0,09%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
389.237,64
JPY +0,20%
13.323,09
BRL +0,26%

Tokyo
Sunny
MonTueWed
10/2°C
11/1°C
11/3°C

São Paulo
23°
Fog
SunMonTue
min 21°C
33/22°C
30/22°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana