Siga-nos

Tecnologia

40

Tempo estimado para a leitura: 1minuto(s) e 18segundo(s).

2019 começa com eclipse total de Superlua; saiba quando ver

Melhor momento para observar o fenômeno será às 3h12 (de Brasília) do dia 21 de janeiro

ubiie Redação

Publicado

em

O primeiro eclipse total do ano vai acontecer já na noite do dia 20 para 21 de janeiro e poderá ser visto do Brasil. Além de estar mais perto da Terra e, por isso, parecer maior do que o habitual, a Lua deve ficar com um tom avermelhado, o que faz com que o fenômeno seja apelidado de “Superlua de sangue”.

O melhor momento para observar o eclipse será às 3h12 (de Brasília) do dia 21 de janeiro. Habitantes da América do Norte, América do Sul, Europa Ocidental e África poderão apreciar o fenômeno.

Como explica a astrônoma Pamela Gay ao portal ‘Space.com’, a cor avermelhada é um reflexo da atmosfera terrestre. “Uma Lua de cor de sangue é criada pelas cinzas de incêndios e vulcões, tempestades de poeira e poluição, que são filtrados pela luz solar enquanto se dissipam”.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Espaço

Eclipse total da Lua será visível do Brasil; saiba a melhor hora

Ao contrário da versão solar, não é necessário usar óculos de proteção para observar o fenômeno

ubiie Redação

Publicado

em

Oúltimo eclipse lunar total até 2021 poderá ser visto de todo o Brasil na madrugada desta segunda-feira (21). O fenômeno ocorre quando a Terra e a Lua se alinham e o nosso planeta faz sombra sobre o satélite.

O eclipse começa à 00h36 (de Brasília), mas a melhor hora para observá-lo será às 03h12. A visualização do fenômeno segue até às 5h48, segundo o ‘G1’.

Ao contrário do que acontece durante um eclipse solar total – quando o Sol se “esconde” –, não é necessário usar óculos de proteção para observar a versão lunar. Um binóculo ou uma luneta simples podem ajudar a enxergar melhor. Outra dica é se dirigir a regiões menos iluminadas e com o horizonte livre, como campos e praias.

0
0
Continuar lendo

Rede social

Desafio dos 10 anos no Facebook pode ser risco à privacidade; entenda

Especialista alerta que o reconhecimento facial está sendo usado para vários fins e que os usuários têm que estar cientes das consequências do que compartilham

ubiie Redação

Publicado

em

O desafio dos dez anos invadiu o Facebook nos últimos dias. A brincadeira é compartilhar duas fotografias lado a lado, uma de 2009 e outra de 2019, para comparação. Apesar de ser divertido, especialistas alertam que este conteúdo pode estar sendo usado para alimentar algoritmos de inteligência artificial que usam reconhecimento facial para verificar padrões de envelhecimento.

“Ao participar da brincadeira, os usuários estão, de certa forma, preenchendo formulários, facilitando o processo de mineração de dados. Estão dizendo como eram há dez anos e como são hoje, fornecendo informações de como aconteceu o envelhecimento”, alertou o especialista em Direito digital e pesquisador do Núcleo de Estudos em Web Semântica e Dados Abertos da USP José Antônio Milagre, ao ‘Globo’. Os arquivos também possuem informações sobre como onde e quando os conteúdos foram produzidos, os chamados de metadados.

A publicação explica que com a hashtag #10yearchallenge os dados são centralizados para quem quiser utilizar. Não se sabe se a brincadeira foi criada com esse fim, mas é uma possibilidade.

“Traçar o reconhecimento facial e os padrões de envelhecimento não é essencialmente ruim. Pode ajudar na identificação de pessoas desaparecidas, por exemplo, mas nunca se sabe para quais fins a tecnologia será aplicada”, diz Milagre. Ele cita que os dados podem ser usados, por exemplo, por empresas como seguradoras, que se baseiam no envelhecimento do cliente para dar preço ao serviço. E a pessoa nunca saberá que pode estar sendo prejudicada por uma informação compartilhada durante uma brincadeira.

1
0
Continuar lendo

Tecnologia

Acelerador de partículas ainda maior poderia detalhar Universo como nunca antes

Apesar de já existir o Grande Colisor de Hádrons, cientistas estão dispostos a construir um novo ainda maior, pois o atual parece não ser suficiente para o que eles querem.

ubiie Redação

Publicado

em

Recentemente, engenheiros propuseram construir um novo acelerador de partículas, que vai superar o existente, além disso, eles esperam que a máquina esclareça um grande número de mistérios do Universo.

O estudo de um Colisor Circular do Futuro dentro de um túnel de 100 km de circunferência foi apresentado na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear na terça-feira (16). O projeto está previsto para entrar em operação em 2040.

Especialistas esperam uma decisão dos 22 países-membros da organização nos próximos anos. O projeto pode ser lançado com um colisor de elétrons e pósitrons, custando aproximadamente 9 bilhões de euros (R$ 38 bilhões).

Além disso, o projeto também envolve uma máquina de supercondutores de próton no mesmo túnel, que operaria apenas em 2050, segundo artigo publicado pelo jornal The Independent.

Segundo a diretora-geral da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear, Fabiola Gianotti, o estudo se trata de um “feito notável” que ajudaria no entendimento da física fundamental e tecnologias avançadas.

Apesar de o projeto estar fora do padrão, a organização decidiu dar sequência ao projeto assumindo a conta no valor de 9 bilhões de euros (R$ 38 bilhões) e 15 bilhões de euros (R$ 63 bilhões) em atualizações.

Isso demonstra que todo esse processo é parte de uma corrida internacional para abrigar o sucessor do Grande Colisor de Hádrons, que envolve a China, a Europa, o Japão e os EUA.
Dos países que participam dessa corrida, a China apresentou planos de construir um colisor de 100 km, contudo, não há confirmação de os planos estarem seguindo adiante.

Contudo, quem abrigará o novo colisor não é o fator mais importante para os físicos, que consideram as oportunidades científicas oferecidas pelo novo colisor, como o fator mais importante, já que os megaprojetos científicos atraem talentos e podem gerar novos benefícios e tecnologias.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
109,68
JPY +0,01%
3,75
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
124,66
JPY +0,01%
4,26
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
388.479,34
JPY +0,01%
13.288,11
BRL 0,00%

Tokyo
Sunny
MonTueWed
11/2°C
11/1°C
11/3°C

São Paulo
23°
Thunder in the Vicinity
SunMonTue
min 21°C
32/22°C
29/22°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana