Siga-nos

Famosos

41

Tempo estimado para a leitura: 1minuto(s) e 19segundo(s).

Ratinho pede que Bolsonaro ‘deixe os empresários trabalharem’

Apresentador afirmou que seu papel no governo do filho será “o de pai”

ubiie Redação

Publicado

em

Minutos após tirar fotos com fãs na posse de seu filho Ratinho Júnior (PSD) como governador do Paraná, o apresentador Ratinho afirmou torcer pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL), e pediu que o presidente “deixe os empresários trabalharem”.

“O Brasil tem que sair dessa história de que o Estado tem que cuidar de tudo. Tem que deixar o empresário trabalhar. Porque quem dá emprego não é o Estado; é o empresário”, afirmou, nesta terça (1). Para ele, o governo do pessedista será moderno, e deve “abrir as portas do Brasil para o mundo”.

O apresentador afirmou que seu papel no governo do filho será “o de pai”. Ele afirmou ter sido eventualmente procurado por Ratinho Júnior para dar conselhos sobre pessoas que farão parte do governo -mas disse que não nomeou (ou deixou de nomear) ninguém.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Famosos

Aos 53 anos, morre Marcelo Yuka, fundador d’O Rappa

Ele estava internado desde dezembro, com um quadro de infecção generalizada

ubiie Redação

Publicado

em

Morreu na noite dessa sexta-feira (18) o músico Marcelo Yuka, ex-baterista e um dos fundadores do grupo O Rappa.

A assessoria do hospital Quinta D’Or, do Rio de Janeiro, confirmou a morte do artista. Ele estava internado desde dezembro.

De acordo com informações do UOL, Yuka estava com um quadro de infecção generalizada após sofrer um segundo AVC (acidente vascular cerebral).

Em 2000, ele sofreu um assalto e ficou paraplégico. O estado de saúde de Yuka vinha se deteriorando desde agosto de 2018, quando ele sofreu um primeiro derrame.

Trajetória

Yuka notabilizou-se como compositor da maioria das canções de O Rappa, no período em que esteve na banda, com letras carregadas de intenso teor social e crítico.

É dele sucessos como “Minha alma (a paz que eu não quero)”, “Me deixa” e “Todo camburão tem um pouco de navio negreiro”. No entanto, se afastou do grupo após divergências entre ele e o restante dos integrantes, em 2001.

Em 2004, fundou a banda F.ur.t.o (Frente Urbana de Trabalhos Organizados), parte de um projeto social que já existia na época de O Rappa.

Cinco anos depois, foi vítima de outro assalto e levou socos e pontapés de bandidos que tentavam levar seu carro.

O músico chegou a ficar sob as rodas do veículo e só não foi atropelado porque os assaltantes não conseguiram dar partida no veículo, adaptado para deficientes, conforme o portal G1.

Em 2017, lançou seu primeiro álbum solo, “Canções para depois do ódio”, com uma sonoridade que mesclava batidas eletrônicas e ritmos afro, fruto da parceria com o produtor e DJ Apollo 9. Céu, Seu Jorge, Cibelle e Bukassa Kabengele participaram do disco.

Na política, foi filiado por oito anos ao PSOL, e chegou a concorrer a vice-prefeito do Rio de Janeiro em uma chapa com Marcelo Freixo em 2012.

0
0
Continuar lendo

Famosos

Caio Junqueira, de ‘Tropa de Elite’, está em estado grave após acidente

Caio Junqueira segue recebendo os cuidados necessários no hospital Miguel Couto

ubiie Redação

Publicado

em

É grave o quadro de saúde do ator Caio Junqueira, 42, que se submeteu a uma cirurgia após sofrer um acidente de carro na região do Aterro do Flamengo, na zona sul do Rio, nesta quarta-feira (17).

Segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde à reportagem, Caio Junqueira segue recebendo os cuidados necessários no hospital Miguel Couto.

O acidente aconteceu próximo ao Monumento aos Pracinhas, mas a polícia não deu detalhes de como aconteceu.

Junqueira interpretou o policial militar Neto Gouveia no filme “Tropa de Elite” (2007) e fez Ricky na série “O Mecanismo” (Netflix). Ele também já atuou em novelas como “O Clone” (Globo, 2001) e “Escrava Isaura” (Record, 2004).

0
0
Continuar lendo

Famosos

José Mayer deixa a Globo após 35 anos de emissora e caso de assédio

Mayer estava afastado da TV desde abril de 2017.

ubiie Redação

Publicado

em

O ator José Mayer deixou a Globo após mais de 35 anos de amissora. A notícia foi confirmada pela própria TV na tarde desta terça-feira(15) em um comunicado oficial.

Mayer estava afastado da TV desde abril de 2017, quando foi acusado de assédio sexual pela figurinista Susslem Meneguzzi Tonani, durante os bastidores da novela “A Lei do Amor”, o ator ainda permanecia com contrato vigente.

“Depois de mais de 35 anos de uma trajetória iniciada na novela ‘Guerra dos Sexos’, em 1983, com participação em mais de 40 obras, entre novelas, séries, minisséries e especiais, a Globo e o ator José Mayer informam o fim da parceria, de comum acordo, no final de 2018”, diz o comunicado.

Na época, o ator chegou a se desculpar pelo ocorrido. “Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas”, dizia trecho de carta enviada pelo ator.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
109,68
JPY +0,01%
3,75
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
124,66
JPY +0,01%
4,26
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
388.479,34
JPY +0,01%
13.288,11
BRL 0,00%

Tokyo
Sunny
MonTueWed
11/2°C
11/1°C
11/3°C

São Paulo
23°
Thunder in the Vicinity
SunMonTue
min 21°C
32/22°C
29/22°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana