Siga-nos

Futebol

109

Tempo estimado para a leitura: 5minuto(s) e 48segundo(s).

Grupo ligado a Del Nero ganha licitação na CBF

A Propaganda Estática Internacional é uma antiga parceira do ex-presidente da entidade Marco Polo Del Nero

ubiie Redação

Publicado

em

DIEGO GARCIA E SÉRGIO RANGEL – Vencedora da licitação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para a exploração das placas de publicidade dos jogos da seleção nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, a Propaganda Estática Internacional é uma antiga parceira do ex-presidente da entidade Marco Polo Del Nero.

Com o cartola à frente da FPF (Federação Paulista de Futebol), o grupo do empresário Ronaldo Montenegro foi o responsável pela intermediação da publicidade nas placas ao redor do campo nos jogos do Campeonato Paulista por mais de uma década.

A Propaganda Estática tem contratos com a Federação Paulista desde 2003, mesmo ano em que Del Nero, até então vice, virou presidente da instituição. A empresa foi a vencedora de todas as licitações da entidade desde então. A FPF sempre foi a principal cliente da companhia, que realiza o mesmo serviço que agora vai fazer nos jogos da seleção brasileira.

Marco Polo deixou a entidade estadual em 2015 para assumir a CBF –saiu do cargo na confederação em 2018, banido pela Fifa por suborno e corrupção. Nos últimos três anos de Del Nero como presidente da Federação Paulista, a Propaganda Estática teve um faturamento de cerca de R$ 74 milhões brutos e mais de R$ 50 milhões líquidos. Na ocasião, a empresa tinha cinco funcionários. O quadro de empregados atual é o mesmo.

Segundo fontes próximas às operações, entre 2011 e 2015 a Estática tinha um contrato para pagar R$ 7 milhões por ano à federação para explorar as placas do Paulista. No período, a empresa faturou aproximadamente R$ 100 milhões com a revenda das placas.

A Propaganda Estática Internacional foi a vencedora na licitação da CBF após fazer uma oferta de US$ 1,25 milhão (R$ 5 milhões) por partida da seleção em casa no torneio classificatório para o Mundial de 2022, no Qatar. Como são nove jogos, a empresa vai desembolsar R$ 45 milhões pelo contrato.

A CBF afirmou à reportagem que “a empresa foi escolhida vencedora do processo de concorrência mediante apresentação da melhor oferta financeira e comprovação de capacidade técnica”.

A Propaganda Estática Internacional atualmente está em situação de pendência judicial em seus registros na Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), por briga na Justiça entre os sócios. São quatro no papel, sendo três membros da família Montenegro.

O principal, e dono da empresa por ser majoritário, é Ronaldo Montenegro, detentor de 51% da companhia.

O empresário diz que não possui relação com o ex-presidente da CBF nos dias de hoje. “Tive uma relação institucional com Marco Polo Del Nero enquanto ele presidia a Federação Paulista, onde minha empresa mantém contrato de publicidade estática até hoje”, diz Montenegro.

Desde 2010, o empresário investe nos EUA. Aplicou na construção de mais de 350 casas na Flórida. Para realizar as transações com facilidades fiscais, ele abre empresas limitadas, coloca as residências em nome das firmas e vende aos interessados. Nos últimos anos, já teve mais de 30 companhias nos EUA.

Atualmente, seis ainda estão em seu nome. Uma delas, a Guijulu LLC, possui como endereço principal a rua Kingspointe Parkway, 7901, suíte 17, em Orlando.

É exatamente o mesmo ao qual está registrada a Finview Real Estate LLC, de propriedade de um dos filhos do ex-presidente da CBF e que possui em seus registros americanos um imóvel em nome do cartola. Tanto a empresa de Montenegro como a de Del Nero Filho foram criadas em 2014.

A dona desse endereço nos EUA é a consultoria contábil e fiscal Larson Accounting e Consulting Services LLC.

Conhecida por trabalhar com brasileiros que abrem negócios em Orlando, a agente Caroline Larson possui mais de 2.000 clientes, colocando-se sempre como endereço de correspondência nos registros das firmas. As companhias que trabalham com a consultoria e não possuem local fixo, como é os casos da Guijulu e da Finview, acabam registrando a Larson Accounting como endereço principal.

A reportagem questionou à Larson quantas firmas existem no lugar, mas a empresa alegou que não poderia falar sobre seus clientes. Ronaldo Montenegro, por sua vez, disse que desconhece a empresa de Marco Polo Del Nero Filho nos EUA.

“Não tenho conhecimento dos endereços de empresas de titularidade de quaisquer dirigentes ou executivos da CBF, tampouco de seus entes familiares. Minhas empresas estão em atividade, declaradas e não há qualquer relação delas com executivos ou dirigentes de futebol”, afirmou.

Del Nero Filho ainda tinha uma segunda empresa, chamada Finview Real Estate II, localizada no mesmo endereço, mas essa companhia está inativa desde 30 de abril de 2018, quatro dias antes de a Guijulu mudar seu endereço principal para esse exato local.

Ronaldo Montenegro afirmou que não tem qualquer relação com Del Nero Filho. “Não há qualquer relação pessoal ou das minhas empresas com o filho do ex-presidente da CBF”, disse o empresário.

A empresa de Marco Polo Del Nero Filho nos Estados Unidos possui um braço em Tortola, capital das Ilhas Virgens Britânicas, paraíso fiscal onde eram distribuídas propinas de cartolas poderosos da Fifa.

Foi por causa des contas abertas no país que vários dirigentes do futebol mundial foram descobertos em esquemas de pagamentos de propina. Entre eles, os brasileiros João Havelange (1916-2016) e José Maria Marin, preso nos EUA.

Procurado pela reportagem para falar sobre a empresa, Marco Polo Del Nero Filho não respondeu. O pai também foi questionado e não quis comentar.

No Brasil, a Finview tem uma representação. O endereço que consta como sendo de Del Nero Filho é de um imóvel ligado ao seu pai, ex-presidente da CBF, na rua Padre João Manuel, no bairro de Cerqueira César, em São Paulo, com um pequeno erro, já que o negócio está no número 923, mas aparece nos registros americanos como 823, que não existe.

Os imóveis no local são divididos entre o ex-presidente da CBF, a esposa e três filhos.

Mesmo oficialmente fora do futebol, Del Nero permanece influente na confederação. Pouco antes de ser banido em definitivo pela Fifa, ele articulou a eleição de Rogério Caboclo para comandar a entidade a partir de abril de 2019.

Procurada para comentar as informações, a CBF informou que “não tem conhecimento de nenhuma das alegações trazidas pela reportagem”. A confederação disse também que “obedecendo à decisão da Fifa, Marco Polo Del Nero não tem nenhuma participação na gestão” da confederação.

Já o empresário Ronaldo Montenegro disse que foi convidado pela confederação a participar do processo licitatório pelas placas de publicidade nos jogos da seleção.

“O processo de concorrência foi realizado pela CBF mediante o envio de carta convite, tendo ocorrido durante o período de 60 dias aproximadamente. Conforme as regras estabelecidas, comprovei a experiência exigida por atuar nesse segmento durante os últimos 18 anos e apresentei a melhor proposta, segundo me informou a própria entidade ao final do processo”, disse o empresário à reportagem.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Futebol

Morre ex-goleiro inglês campeão do mundo em 1966

Gordon Banks estava com 81 anos

ubiie Redação

Publicado

em

O ex-goleiro inglês Gordon Banks morreu nesta terça-feira (12), aos 81 anos. A informação foi divulgada pela imprensa britânica.

Com a seleção inglesa, Gordon conquistou a Copa do Mundo de 1966, disputada no Reino Unido.

O Stoke City, clube pelo qual o ex-goleiro jogou, confirmou o óbito e emitiu um comunicado.

“É com grande tristeza que anunciamos que Gordon faleceu pacificamente da noite para o dia. Estamos devastados por perdê-lo, mas temos tantas lembranças felizes e não poderíamos ter mais orgulho dele. Pedimos que a privacidade da família seja respeitada neste momento”, diz o clube.

0
0
Continuar lendo

Futebol

Presidente do Barcelona descarta volta de Neymar: ‘Não está na mesa’

Josep Maria Bartomeu ressaltou ainda que não foi procurado pelo jogador e pelo pai dele

ubiie Redação

Publicado

em

Na véspera do clássico contra o Real Madrid, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Rei, o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, concedeu entrevista à rádio espanhola “Cadena Cope” e negou a possibilidade do retorno de Neymar ao clube na próxima temporada.

“Nunca falei com ele. E nem ele e nem o pai do jogador falaram comigo para voltar ao Barça. Eles não me ligaram”, disse Bartomeu, nesta terça-feira (5). E o cartola não parou por aí sobre o assunto.

“Estamos nos preparando para a próxima temporada e o nome do Neymar não está na mesa, até porque estamos falando de um jogador do PSG e eu não acho que o PSG queira se livrar de um jogador como ele”, disse o presidente do clube catalão.

Vale lembrar que em novembro do ano passado, o jornal “Mundo Deportivo” publicou que se Neymar quiser voltar para a Catalunha, a iniciativa terá que ser do próprio craque.

0
0
Continuar lendo

Futebol

Brasil fecha o ano na 3ª posição do ranking da Fifa; veja o top 10

O Brasil terminou o ano logo à frente da Croácia, vice-campeã do mundo

ubiie Redação

Publicado

em

O ranking da Fifa foi atualizado pela última vez neste ano, em listagem divulgada nesta quinta-feira pela entidade, e confirmou a manutenção da Bélgica como líder, mesmo posto que o país ocupava no mês passado. Com 1.727 pontos, os belgas estão um mísero ponto à frente da França, vice-líder, enquanto o Brasil continua na terceira posição, com 1.676.

A seleção belga fecha 2018 com este status no ranking depois de ter sido terceira colocada da Copa do Mundo da Rússia, na qual os franceses se sagraram bicampeões. A França, por sinal, foi destacada nesta quinta pela Fifa como o time nacional de “melhor trajetória do ano” e que subiu o maior número de pontos (165) desde dezembro de 2017.

A Bélgica, por sua vez, foi qualificada pela Fifa com a distinção de “seleção do ano” no que diz respeito ao seu ranking. O órgão lembrou que os belgas ganharam 13 dos 17 jogos que disputaram no ano e só foram derrotados uma vez, pela Suíça, em confronto válido pela recém-criada Liga das Nações da Uefa.

Eliminado nas quartas de final da Copa da Rússia justamente pela Bélgica, o Brasil terminou o ano logo à frente da Croácia, vice-campeã do mundo, quarta colocada do ranking, com 1.634 pontos. Batida pelos belgas na decisão do terceiro lugar do Mundial, a Inglaterra fecha o Top 5, com 1.631 pontos.

Portugal, Uruguai, Suíça, Espanha e Dinamarca encerram, nesta ordem, o grupo dos dez primeiros colocados da listagem, que não contou com alterações de posições em seu Top 100 nesta quinta-feira, tendo em vista o fato de que não houve confrontos relevantes entre seleções após a atualização anterior da listagem, ocorrida em 29 de novembro.

Grande vencedora do ano, a França ganhou 12 dos 18 jogos que disputou com a sua seleção principal, sendo o mais importante deles o triunfo obtido sobre a Croácia na decisão da Copa. E os franceses só foram derrotados por duas vezes em 2018, em partidas contra Colômbia e Holanda. A próxima atualização do ranking da Fifa ocorrerá em 7 de fevereiro de 2019.

Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking da Fifa:

1º Bélgica, 1.727 pontos

2º França, 1.726

3º Brasil, 1.676

4º Croácia, 1.634

5º Inglaterra, 1.631

6º Portugal, 1.614

7º Uruguai, 1.609

8º Suíça, 1.599

9º Espanha, 1.591

10º Dinamarca, 1.589

11º Argentina, 1.582

12º Colômbia, 1.575

13º Chile, 1.565

14º Suécia, 1.560

14º Holanda, 1.560

16º Alemanha, 1.558

17º México, 1.540

18º Itália, 1.539

19º País de Gales, 1.525

20º Polônia, 1.518

20º Peru, 1.518

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
110,74
JPY +0,03%
3,77
BRL +0,01%
1EUR
Euro. European Union
=
125,65
JPY +0,08%
4,28
BRL +0,06%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
432.869,78
JPY –0,12%
14.729,95
BRL –0,14%

Tokyo
11°
Mostly Cloudy
FriSatSun
min 6°C
13/2°C
12/6°C

São Paulo
21°
Cloudy
FriSatSun
28/21°C
31/23°C
32/23°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana