Siga-nos

Tecnologia

147

Tempo estimado para a leitura: 3minuto(s) e 12segundo(s).

3 mudanças que a inteligência artificial trará para a educação

Confira as principais inovações da tecnologia na área educacional

ubiie Redação

Publicado

em

Indiscutível o fato de que a tecnologia veio para ficar e que sua constante evolução permite uma revolução em todas as áreas, incluindo a educacional. E é sobre este assunto que o Líder de Eficácia da Pearson, Gustavo Reis, aborda no primeiro episódio do podcast produzido pela Pearson, em parceria com o Braincast (B9), para discutir tecnologia e o futuro da educação.

Uma das principais barreiras que a tecnologia tem que vencer para estar cada vez mais conectada com as salas de aula, é a de aceitação e adaptação da maior parte dos pais e professores. “Como os pais dos alunos de hoje aprenderam de uma maneira diferente, somente com material didático e professor na sala de aula, há uma certa resistência quanto a integração da tecnologia na sala de aula para potencializar o aprendizado”, conta o especialista da Pearson.

Não somente os pais dos alunos, mas os professores também sentem dificuldades de colocar a tecnologia de maneira apropriada dentro da sala de aula. Isso porque eles percebem que a realidade dentro dos ambientes escolares é muito diferente do que ouvem de seus professores durante a licenciatura.

Já estamos dando os primeiros passos rumo a essa integração. Por isso, Gustavo Reis cita três grandes transformações que a tecnologia pode fazer no ambiente educacional. Confira:

Gestão Escolar

Com o advento da inteligência artificial, a gestão escolar tende a ficar cada vez mais eficaz e facilitada. Isso porque pode trazer importantes dados que, transformados em insights, fazem com que seja possível entregar uma melhoria contínua no resultado dos alunos. “Você consegue focar no problema, entendendo onde estão os maiores gaps de aprendizado e onde é necessário concentrar os esforços para melhorar os resultados dos alunos em vestibulares, ENEM e também em suas avaliações rotineiras”, explica Gustavo.

Personalização

Todos os indivíduos são diferentes e possuem habilidades únicas. Assim, ter um aprendizado personalizado, voltado para o desenvolvimento de seus pontos mais fracos e reforçando aquelas áreas em que se tem mais domínio, torna-se importante para explorar o potencial de cada um. “Com um ensino adaptativo é possível potencializar o aprendizado e elevar de maneira natural o conhecimento adquirido de cada estudante. A tecnologia nos ajuda a entender as especificidades de todos os alunos e compreendendo isso, os professores passam a atuar de maneira mais eficaz”.

Facilitador/curador

Nessa nova era em que as crianças são nativas digitais e recebem informações de diversas fontes, o professor terá um novo papel: o de facilitador/curador. Isso porque as informações tendem a chegar de diversas maneiras em diferentes devices. “O estudante já vai chegar para o professor com algo que ele viu na internet e o educador terá o papel de desenvolver o pensamento crítico do aluno a fim de que ele entenda quais são as fontes de conhecimento em que ele pode confiar ou não, e complementar essas informações já disponíveis”, complementa o especialista.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Tecnologia

Militares russos desenvolvem micro drone de alta tecnologia

A Rússia iniciou o desenvolvimento de um micro drone, que irá fazer parte do equipamento militar individual de terceira geração, Ratnik.

ubiie Redação

Publicado

em

“Este é um sistema avançado de reconhecimento aéreo inteligente baseado em um drone ligeiro”, afirmou o diretor industrial da Rostec, Serguei Abramov.

Além disso, Seguei Abramov ressaltou que “através de uma tecnologia exclusiva de controle e posicionamento, o mini drone será capaz de realizar reconhecimento aéreo, mesmo em uma situação de guerra eletrônica “.

O equipamento está sendo desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa de Engenharia de Máquinas de Precisão, TsNIITochMash, que faz parte do grupo Rostec.

O mini drone silencioso permitirá o monitoramento de alvos inimigos a partir de uma distância segura, bem como estabelecer a sua localização e manobras, afirmou Sergei Abramov.

Além disso, o mini drone também será capaz de localizar alvos, patrulhar uma zona predeterminada, sobrevoar uma área ou um ponto determinado.
O sistema inclui equipamentos de navegação e um sistema de vídeo, com um peso total que não excede 1,5 kg. A faixa de temperatura operacional do equipamento permite que ele seja utilizado em praticamente qualquer clima.

O sistema de equipamento militar individual Ratnik combina diversas armas compactas modernas, além de sistema de proteção, reconhecimento e comunicação, ou seja, o equipamento possui aproximadamente dez diferentes subsistemas.

O equipamento foi projetado para operar em diferentes condições climáticas e a qualquer momento. O “Ratnik” de terceira geração terá um peso menor, além de maior nível de proteção.

Também, estão sendo consideradas opções de integração de um exoesqueleto militar.

0
0
Continuar lendo

Tecnologia

Devemos pensar nas consequências das tecnologias, diz CEO da Microsoft

Satya Nadella falou durante a abertura do evento AI+Tour, em São Paulo, na última terça-feira (12)

ubiie Redação

Publicado

em

Em um mundo em franca revolução digital, em particular com a expansão de tecnologias de IA (inteligência artificial), é necessário transparência, segurança e compromisso com privacidade para garantir a confiança do público -algo que precisa ser conquistado dia após dia.

A avaliação é de Satya Nadella, CEO da Microsoft, feita na última terça-feira (12) durante a abertura do evento AI+Tour, em São Paulo.

A IA, tema do evento desta terça, se refere ao uso de mecanismos ou programas de computador para tentar imitar a inteligência humana. O reconhecimento facial é uma de suas aplicações, que também incluem, entre outras, carros que se dirigem sozinhos, recomendações de filmes e detecção de doenças.

“Precisamos entender as consequências não intencionais do uso de tecnologias conforme elas são usadas mais amplamente”, afirmou o executivo.

Entre as potenciais consequências nefastas do uso da tecnologia está o vazamento de dados pessoais.Nadella avaliou positivamente a legislação brasileira em relação à garantia de privacidade.

“O Brasil está à frente para garantir a privacidade como direito humano.”

O ex-presidente Michel Temer (MDB) sancionou em 2018 a Lei Geral de Proteção de Dados, que regula como empresas do setor público e privado devem tratar as informações pessoais que coleta dos cidadãos.

O CEO da Microsoft citou como bom exemplo um hospital paulistano que usa sistemas de inteligência artificial ligados às câmeras de segurança para detectar quando um paciente pode cair. Nesses casos, alertas são disparados às equipes de enfermagem para que possam auxiliar rapidamente ou evitar o acidente. “Eles agem a fim de garantir que os dados coletados sejam apenas de eventuais quedas”, ressaltou.

Em relação à segurança, Nadella defendeu uma equivalente da convenção de Genebra (tratados internacionais que definem direitos e deveres de pessoas em tempo de guerra) para a cibersegurança. Ele já havia dado declaração semelhante ao jornal Wall Street Journal, em entrevista publicada no dia 1º.

No último dia 4, Satya Nadella completou cinco anos à frente da gigante de tecnologia. Sob o comando do indiano, a empresa voltou a ser a empresa mais valiosa do mundo, posto que havia ocupado pela última vez em 2002 -depois do retorno, foi superada pela Amazon.

No campo da IA, a Microsoft já vinha encampando um tratamento responsável da área e maior regulamentação -em particular em relação ao reconhecimento facial.

O presidente da empresa, Brad Smith, publicou artigos no ano passado defendendo a regulamentação governamental e de medidas responsáveis do setor em relação ao reconhecimento facial.

“É importante que os governos comecem a adotar leis para regulamentar essa tecnologia [reconhecimento facial] em 2019”, escreveu em dezembro. “Se não agirmos, corremos o risco de acordar daqui a cinco anos para descobrir que os serviços de reconhecimento facial se espalharam de formas que exacerbam os problemas da sociedade.”

Segundo Smith, regras impostas pelo governo seriam importantes para impedir uma “corrida comercial até as últimas consequências” entre as empresas de tecnologia. Ele fez, no entanto, a ressalva de que o setor tem responsabilidade de também criar salvaguardas -e não ficar apenas esperando uma ação do Estado.

0
0
Continuar lendo

Tecnologia

Estudo aponta o YouTube como a marca preferida dos mais jovens

Plataforma da Google bateu a Apple e a Netflix no relatório anual de preferência da empresa de marketing MBLM

ubiie Redação

Publicado

em

A empresa de marketing MBLM divulgou o seu estudo anual de marcas mais confiáveis entre os mais jovens, o qual revela que o YouTube se encontra pela primeira vez na primeira posição, batendo nomes como a Apple e a Netflix.

Diz o DigitalTrends que o YouTube se encontrava na terceira posição em 2018, sendo que em 2017 ficou pelo 10º lugar, notando-se uma clara ascensão na preferências dos consumidores. A subida de popularidade é atribuída não só aos criadores de conteúdos da plataforma, mas ao lançamento de serviços como o YouTube Music.

O estudo foi elaborado depois de serem avaliadas 56 mil marcas de 15 indústrias diferentes e respostas de 6.200 consumidores.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
110,54
JPY –0,03%
3,72
BRL +0,50%
1EUR
Euro. European Union
=
125,25
JPY +0,28%
4,21
BRL +0,81%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
414.755,10
JPY +2,87%
13.952,47
BRL +3,38%

Tokyo
Partly Cloudy
MonTueWed
min 5°C
12/6°C
17/7°C

São Paulo
25°
Partly Cloudy
MonTueWed
28/21°C
28/20°C
29/21°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana