Siga-nos

Futebol

143

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 42segundo(s).

Neymar ganhou mais de R$ 1 mi por desabafo em comercial da Gillette

No entanto, a campanha não foi bem recebida pela opinião pública

ubiie Redação

Publicado

em

Odesabafo de Neymar feito no novo comercial da marca Gillette não foi bem recebido pela opinião pública, leia-se jornalistas, comentaristas, analistas esportivos e torcedores. A peça publicitária foi lançada na noite do último domingo (29) e logo virou alvo de críticas nas redes sociais.

A campanha criada pela agência Grey Brasil, do Grupo Newcomm, que tem a conta da Gillette, não alcançou o seu objetivo, que era recuperar a imagem de Neymar após as críticas que o jogador recebeu na Copa do Mundo e estabelecer a paz entre o craque e torcedores mundo afora.

A maioria das críticas foi feita por conta da monetização de um drama pessoal por parte de Neymar. A emoção do jogador soou artificial.

Segundo o jornal “O Globo”, que ouviu fontes próximas aos envolvidos no comercial, Neymar teve um cachê que passou da casa de R$ 1 milhão por este comercial da Gillette.

A Gillette enviou uma nota ao jornal carioca na qual se manifesta sobre a repercussão negativa do comercial com Neymar.

“A nova campanha de Gillette convida todos os homens, começando pelo seu embaixador, a refletirem sobre as novas chances que cada dia oferece para se tornarem melhores do que ontem. Assim como muitos outros, Neymar Jr. encara desafios, lesões e derrotas, e o objetivo de Gillette é encorajar TODOS OS HOMENS, sem distinção, a refletirem sobre a oportunidade de se tornarem “um novo homem todo dia”, disse a empresa.

REAÇÃO

Apesar da justificativa da Gillette, a empresa e a agência Grey Brasil estão estudando estratégias para reverter a repercussão negativa do comercial.

No mais, a imagem do atleta segue a mesma ou até piorou após o filme publicitário: o jogador perdeu a simpatia do público.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Futebol

Ronaldinho entrega passaporte à Justiça e suspende viagens para fora

O irmão do ex-jogador, o empresário Assis, também devolveu o documento

ubiie Redação

Publicado

em

Ronaldinho e o empresário Assis, irmão do ex-craque, finalmente entregaram seus passaportes à Justiça, conforme determinação ocorrida em 31 de outubro. A devolução dos documentos ocorreu neste último fim de semana, quando a dupla desembarcou no Brasil após um longo período viajando pelo exterior, e foi confirmada pelo Ministério Público.

Ronaldinho e Assis tiveram que entregar os documentos por não cumprirem uma sentença da Justiça do Rio Grande do Sul. Quando a ordem foi emitida, eles não estavam no país. Durante esse período, os irmãos tentaram derrubar a medida, mas o caso não chegou a ser julgado pelo STJ.

De acordo com o UOL, antes de retornar ao Brasil, Ronaldinho visitou países da Europa, Ásia e África. O retorno dele ao país aconteceu por conta de compromissos profissionais. O ex-jogador participou de um evento em São Paulo, no domingo (9), e não quis falar com a imprensa.

Ronaldinho e Assis foram condenados por crime ambiental por conta de uma construção ilegal de um trapiche (rampa para atracar embarcações náuticas) na orla do Lago Guaíba, área de preservação permanente.

0
0
Continuar lendo

Futebol

Ronaldinho volta ao Brasil e pode ter passaporte apreendido

Com problemas na Justiça, o ex-jogador foi a um evento em São Paulo

ubiie Redação

Publicado

em

cEm meio a problemas com a Justiça, Ronaldinho retornou ao Brasil e chegou neste domingo (9) à partida Legends Game, jogo festivo que acontece no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Trajando uma boina e óculos escuros, o ex-jogador acenou para torcedores presentes no local.

Ronaldinho Gaúcho está enfrentando problemas com o Ministério Público e viu a Justiça determinar a apreensão de seu passaporte e de seu irmão Assis por descumprir sentença em processo por crime ambiental transitado em julgado em 2015. É a primeira vinda do ex-jogador ao Brasil desde a ordem -pessoas ligadas a ele não explicaram como o problema foi resolvido.

No começo de novembro, o desembargador Newton Fabrício, da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), acatou recurso do Ministério Público (MP) e determinou a apreensão de passaportes e a restrição de emissão de novos documentos a Ronaldinho e Assis. Ambos foram condenados por crime ambiental por conta de uma construção ilegal de um trapiche (rampa para atracar embarcações náuticas) na orla do Lago Guaíba, área de preservação permanente.

A defesa do jogador pediu um habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas, na última quinta-feira (6), o Ministério Público deu parecer contra por entender que Ronaldinho “ridiculariza a Justiça” e recomendou a manutenção da ordem de entrega do passaporte.

O relator do caso é o ministro Francisco Falcão, da Segunda Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça), e o habeas corpus está em apreciação no gabinete dele.

O evento deste domingo marca o lançamento do aplicativo Digital4soccer no Brasil. O app terá notícias, produtos e vídeos sobre o ex-camisa 10 da seleção brasileira.

O jogo no Ibirapuera marcará o duelo entre Ronaldinho e Denílson. Léo Moura, Aloísio Chulapa, Zé Roberto, Edu Gaspar, o cantor Felipe Araújo estão confirmados no time de Ronaldinho. Sidão, Nenê, Lúcio, Edmilson e Roger Flores devem atuar pela equipe de Denilson.

Parte da bilheteria da partida terá a renda convertida para a Fundação Edmilson, que pertence ao ex-jogador de São Paulo e Palmeiras.

0
0
Continuar lendo

Futebol

Globo suspende apresentador após polêmica em jogo; clube quer processar

Lucas Strabko, o Cartolouco, apresenta o programa “É Gol” ao lado de Domitila Becker

ubiie Redação

Publicado

em

O jornalista esportivo Lucas Strabko, do canal SporTV, da Rede Globo, foi suspenso por três dias por conta de uma polêmica envolvendo o clube de futebol Fortaleza.

Cartolouco, como é conhecido, foi filmado no jogo Ceará e Vasco, pela última rodada do Brasileirão 2018, junto com a torcida da casa. Nas imagens, ele diz: “O Ceará tem dono, filho. Fortaleza é pequenininho”.

De acordo com apuração do UOL, além da suspensão e desconto dos dias no salário do profissional, Strabko ainda está na “geladeira” e a emissora estuda uma data para a volta dele aos vídeos.

A reportagem conversou com o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, que disse ter entrado em contato com a emissora. “Eu falei com o pessoal da Globo, falei com eles. Disse que não achava que era postura correta de um grupo tão sério, que tem parceria, que tem contrato de direitos e não seria atitude correta de profissional deles. De xingar e estimular violência, querer diminuir clube”, disse ele.

Paz ainda relatou que o clube está estudando tomar medidas judiciais contra o apresentador. “Passei para nosso advogado analisar. Um profissional de imprensa não pode se prestar a esse papel. Ele fez uma zoação da primeira vez, a torcida ficou chateada, ele pediu desculpas e ele repete a mesma ação e dessa vez eu acho que de caso pensado, porque ele já sabia da repercussão das atitudes dele”, afirmou.

No Instagram, Cartolouco fez um post onde justifica o que aconteceu:

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
113,64
JPY +0,06%
3,91
BRL +0,48%
1EUR
Euro. European Union
=
128,12
JPY –0,72%
4,41
BRL –0,30%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
370.718,56
JPY –0,40%
12.755,97
BRL +0,01%

Tokyo
Mostly Cloudy
FriSatSun
min 3°C
9/1°C
11/5°C

São Paulo
30°
Fair
FriSatSun
33/21°C
33/21°C
31/22°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana