Siga-nos

Mundo

98

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 57segundo(s).

Irã adverte EUA contra o bloqueio de petróleo e diz querer restaurar relações com sauditas

Os Estados Unidos prometeram impor as “mais severas sanções de todos os tempos” ao Irã, buscando restringir seu comércio de petróleo em resposta ao suposto desenvolvimento do programa de armas nucleares iraniano.

ubiie Redação

Publicado

em

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, alertou os EUA contra a tentativa de deter o comércio de petróleo de Teerã, informou a Agência de Notícias da República Islâmica. Ele acrescentou que o Irã tem meios além do Estreito de Ormuz, através dos quais enviar petróleo caso as exportações sejam bloqueadas.

“Sr. Trump! Somos os homens honestos que ao longo da história garantiram a segurança dos cursos de água desta região. Não brinque com a cauda do leão, isso trará arrependimento”, disse Rouhani.

O Estreito de Ormuz é uma saída do Golfo Pérsico que os produtores regionais de petróleo, incluindo a Arábia Saudita, usam para enviar petróleo ao redor do mundo.
As exportações iranianas de petróleo bruto despencaram após as sanções impostas ao país em 2012, limitando a produção de petróleo a 2,5 milhões de barris por dia (anteriormente eram 3,8 milhões). Quando o acordo nuclear iraniano foi alcançado em 2015 e as sanções foram suspensas, a produção de petróleo voltou aos níveis anteriores a 2012. Não está claro se a queda desta vez será tão significativa quanto anteriormente, já que os países da UE estão lutando para evitar participar do embargo dos EUA.

Relações com vizinhos regionais

Ao falar com representantes das missões diplomáticas estrangeiras do Irã, Rouhani declarou que Teerã quer restaurar boas relações com seus vizinhos, especificamente com a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Bahrein. No entanto, ele observou que tal melhoria requer uma “mudança de ações”.

As relações entre o Irã e a Arábia Saudita se deterioraram depois da execução o clérigo xiita Nimr al-Nimr e 46 de seus seguidores em 2016, depois de ser considerado culpado de atividades extremistas. A execução provocou manifestações na maioria xiita do Irã, levando a embaixada saudita a ser saqueada e incendiada.
Riade rompeu relações diplomáticas com Teerã em resposta ao incidente, com o movimento sendo seguido por Bahrein, Sudão e Djibuti, enquanto os Emirados Árabes Unidos diminuíram suas relações diplomáticas com o Irã. Teerã nega relação com o ataque à embaixada e atribui a Riade restaurar as relações.

Outro obstáculo nas relações entre Teerã e Riade é a guerra no Iêmen, onde a coalizão liderada pela Arábia Saudita apoia o presidente do país, Abd Rabbuh Mansur Hadi e o Irã, os rebeldes. A Arábia Saudita alega que o Irã secretamente tem fornecido armas aos Houthis.

1
0
Clique para comentar
Publicidade

Mundo

Banksy planejava picotar o quadro todo, mas só cortou metade

O trabalho do misterioso artista britânico foi leiloado pela casa de leilões Sotheby’s no início de outubro

ubiie Redação

Publicado

em

O artista Banksy divulgou um vídeo que faz um “making of” do processo que levou à autodestruição do quadro “Balloon Girl” (Menina com Balão) e revela que houve uma falha de execução.

O trabalho do misterioso artista britânico foi leiloado pela casa de leilões Sotheby’s no início de outubro, em Londres, por cerca de R$ 5 milhões. Logo após a batida do martelo, a obra deslizou por um triturador de papel escondido na parte inferior da moldura e foi parcialmente rasgada.

O vídeo mostra uma pessoa não identificada apertando um botão que supostamente acionou o triturador de papel.O artista havia planejado picotar verticalmente a obra inteira, da base até o topo, mas houve uma falha. Ao final do vídeo, surge a frase escrita “nos ensaios, funcionou todas as vezes”, revelando uma versão de “Balloon Girl” sendo completamente picotada.

“Banksy não destruiu uma obra de arte no leilão, ele criou uma”, disse o diretor da Sotheby’s, Alex Branczik, em comunicado.”

Após sua intervenção surpresa, temos o prazer de confirmar a compra da obra recém-intitulada ‘Love Is In The Bin’, a primeira obra de arte na história a ser criada ao vivo, durante um leilão.””Quando o martelo bateu e o trabalho foi picotado, de início eu fiquei chocada, mas gradualmente comecei a perceber que teria em mãos um pedaço da história da arte”, disse a compradora ao Guardian.”Pode-se dizer que a obra vale mais agora”, disse Branczik.

0
0
Continuar lendo

Mundo

Caças japoneses levantam voo para escoltar aviões antissubmarino russos

Caças japoneses levantaram voo nesta quinta-feira (18) após alerta para escoltar aviões antissubmarino russos Il-38 que se haviam aproximado da fronteira do Japão, informou o Estado-Maior Conjunto das Forças de Autodefesa do país.

ubiie Redação

Publicado

em

Segundo o comunicado, os aviões russos sobrevoaram a costa ocidental do Japão sem violar seu espaço aéreo.

Esta não foi a primeira vez que o Japão escoltou aviões russos. Em 19 de setembro, Tóquio afirmou ter ocorrido um caso semelhante com caças Su-27 e Su-24 e com mais um avião não identificado “supostamente russo”. No início de setembro, o Estado-Maior Conjunto relatou sobre a aproximação entre quatro caças nipônicos, dois Tu-142 e um Su-24 russos.
Anteriormente, Moscou avisou Tóquio sobre manobras de lançamentos de mísseis na área da ilha Iturup, arquipélago das ilhas Curilas, no fim de outubro. Devido a isso, o Japão apresentou um protesto por duas vezes.

0
0
Continuar lendo

Mundo

Helicóptero da Marinha dos EUA cai e colide com porta-aviões

Houve marinheiros feridos, mas nenhum com gravidade

ubiie Redação

Publicado

em

Um helicóptero da Marinha dos Estados Unidos colidiu com o convés de aterrissagem do porta-aviões, também norte-americano, USS Ronald Reagan ao tentar pousar. O incidente provocou ferimentos em alguns marinheiros, mas sem gravidade.

Em comunicado, citado pela ‘Associated Press’, a Marinha explica de que o aparelho, o MH-60 Seahawk, colidiu pouco depois de ter levantado voo, nesta sexta-feira (19), enquanto o porta-aviões se deslocava ao longo da costa Filipina.

A Marinha acrescentou ainda que todos os feridos estão em condição estável e não correm risco de vida. Não precisando, no entanto, o número de feridos.

Não foram revelados detalhes sobre os danos feitos ao helicóptero e ao porta-aviões. Contudo, segundo a Marinha, o navio foi perfeitamente capaz de continuar a sua missão no Pacífico.

As causas do incidente estão sendo investigadas.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
112,55
JPY 0,00%
3,71
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
129,75
JPY 0,00%
4,28
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
726.392,54
JPY +0,32%
23.962,94
BRL +0,32%

Tokyo
17°
Clear
SunMonTue
min 12°C
22/14°C
21/14°C

São Paulo
13°
Mostly Cloudy
SunMonTue
20/13°C
26/15°C
27/17°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana