Siga-nos

Mundo

81

Tempo estimado para a leitura: 1minuto(s) e 31segundo(s).

Alemanha suspende sanções e aviso de viagem contra a Turquia

Berlim anunciou que suspendeu sanções econômicas impostas a Ancara desde julho de 2017. Medidas eram resposta à detenção de um ativista alemão pelos direitos humanos e cinco outras figuras de destaque, incluindo o chefe da Anistia Internacional na Turquia.

ubiie Redação

Publicado

em

O Ministério da Economia da Alemanha disse que essas sanções não serão implementadas no próximo ano fiscal.

Um limite de €1,5 bilhão (R$6,63 bilhões) em garantias de exportação para a Turquia também não será mais imposto, informou o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, citando fontes do ministério.
Berlim aliviou ainda as restrições às viagens a Ancara, com o Ministério das Relações Exteriores retirando um aviso em seu site sobre os cidadãos que enfrentam um alto risco de prisão quando visitam a Turquia.

Fim do estado de emergência

Essas decisões ocorreram dias após a Turquia ter suspendido o estado de emergência que impôs após a tentativa de golpe em julho de 2016.

Na sexta-feira, a Holanda anunciou que estava normalizando formalmente as relações com a Turquia após uma disputa diplomática que começou com tentativas de políticos do governo turco de fazer campanha no país durante o referendo de 2017 que ampliou os poderes do presidente do país.

As relações entre a Turquia e a UE estão tensas desde o golpe fracassado contra o presidente turco Erdogan em 2016, resultando na prisão de cerca de 50 mil pessoas e na demissão de outras 100 mil.
O clérigo islâmico Fethullah Gulen é acusado por Ancara de ter organizado o golpe. Ele vive atualmente nos Estados Unidos e nega qualquer participação no caso.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Mundo

Helicóptero da Marinha dos EUA cai e colide com porta-aviões

Houve marinheiros feridos, mas nenhum com gravidade

ubiie Redação

Publicado

em

Um helicóptero da Marinha dos Estados Unidos colidiu com o convés de aterrissagem do porta-aviões, também norte-americano, USS Ronald Reagan ao tentar pousar. O incidente provocou ferimentos em alguns marinheiros, mas sem gravidade.

Em comunicado, citado pela ‘Associated Press’, a Marinha explica de que o aparelho, o MH-60 Seahawk, colidiu pouco depois de ter levantado voo, nesta sexta-feira (19), enquanto o porta-aviões se deslocava ao longo da costa Filipina.

A Marinha acrescentou ainda que todos os feridos estão em condição estável e não correm risco de vida. Não precisando, no entanto, o número de feridos.

Não foram revelados detalhes sobre os danos feitos ao helicóptero e ao porta-aviões. Contudo, segundo a Marinha, o navio foi perfeitamente capaz de continuar a sua missão no Pacífico.

As causas do incidente estão sendo investigadas.

0
0
Continuar lendo

Mundo

Trump pede áudios que podem provar morte de jornalista

Presidente ainda negou que está protegendo os líderes do país

ubiie Redação

Publicado

em

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta quarta-feira (17) para as autoridades da Turquia enviarem as gravações que fornecem evidências de que o jornalista Jamal Khashoggi foi morto no consulado saudita em Istambul.

“Se existir, pedimos. Eu não tenho certeza ainda que existe, provavelmente sim, possivelmente sim”, disse o republicano a jornalistas na Casa Branca. A Arábia Saudita é um dos aliados mais próximos de Washington e o desaparecimento de Khashoggi está colocando a administração em uma posição desconfortável.

Durante coletiva, Trump ainda disse esperar um relatório completo sobre o caso a ser apresentado pelo secretário de Estado, Mike Pompeo, que acaba de chegar da Arábia Saudita e Turquia, onde se reuniu com líderes para debater o ocorrido.

Além disso, o magnata rejeitou a possibilidade de que estaria tentando acobertar o governo saudita. “Não, de forma alguma. Eu só quero descobrir o que está acontecendo”, disse. Segundo relatos na imprensa turca, há registros em áudio que provam que o crítico ao reino e ao príncipe herdeiro, Mohammed bin Salman, foi torturado e sedado no consulado saudita em Istambul, antes de ser morto e esquartejado. (ANSA)

0
0
Continuar lendo

Mundo

França declara estado de desastre natural devido a inundações

Chuvas deixaram pelo menos 14 pessoas mortas e outras 75 feridas

ubiie Redação

Publicado

em

O Governo francês reconheceu o estado de desastre natural em mais de 120 municípios no departamento de Aude, no sul de França, afetado no início da semana por graves inundações, que provocaram a morte de pelo menos 14 pessoas; outras 75 ficaram feridas.

A medida, publicada nesta quinta-feira (18) no Jornal Oficial francês, permite aos afetados serem recompensados rapidamente pelas seguradoras, sob o regime de “desastres naturais”, prometido na segunda-feira pelo primeiro-ministro Edouard Philippe.

De acordo com o novo balanço das autoridades, seis pessoas morreram em Trèbes, três em Villegailhenc, duas em Villaliers, uma em Villardonnel, uma em Carcassonne e uma em Saint-Couat d’Aude.

As fortes chuvas que atingiram o sul da França, na noite de domingo último, causaram uma subida de sete metros no rio Aude, que dá nome à região, algo que não ocorria desde 1891.

As chuvas causaram também danos elevados em Villardonnel, onde uma mulher perdeu a vida depois de ser arrastada pelas águas, existindo ainda relatos de pelo menos oito feridos graves devido à intempérie.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
112,52
JPY +0,29%
3,71
BRL –0,29%
1EUR
Euro. European Union
=
129,56
JPY +0,81%
4,27
BRL +0,24%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
720.098,72
JPY –0,05%
23.744,13
BRL –0,62%

Tokyo
15°
Mostly Cloudy
SatSunMon
21/13°C
22/12°C
21/13°C

São Paulo
18°
Light Drizzle
FriSatSun
min 14°C
19/12°C
19/12°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana