Siga-nos

Famosos

138

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 50segundo(s).

Luana Piovani critica o Brasil e diz que venderia bolo em Portugal

Atriz reclama da violência no Rio e diz não ter medo de novos desafios

ubiie Redação

Publicado

em

Fazendo as malas para se mudar para Portugal, Luana Piovani, 41, criticou o Brasil nesta segunda (16) e afirmou que, se necessário, não teria problema em deixar a carreira de atriz para vender roupas ou fazer bolos no novo país.

“Eu vou em busca do que eu quero, e o que eu quero é dignidade. O Brasil não oferece dignidade, definitivamente. Então, se precisar eu vou vender roupa em loja sim, feliz da vida. Vou fazer um bolo, vou na porta de uma escola vender bolo. Claro, que isso não vai me trazer o dinheiro que eu gasto hoje, mas a gente se adequa”.

A afirmação da atriz foi feita em seu canal no YouTube enquanto respondia perguntas de fãs. Em um desses questionamentos, ela fala sobre algumas facilidades da carreira de atriz, que não exige a validação de um diploma para que ela faça teatro ou televisão em Portugal, além de poder fazer trabalhos no Brasil apesar da residência.

A violência, no entanto, foi apontado por ela como uma das principais razões para se mudar. Ela critica a ação da polícia carioca, que revida o tiro de um bandido sem se preocupar com quem está no fogo cruzado, e a possibilidade de ter um filho morto “por conta de uma bicicleta ou um tênis”, ou mesmo de ser agredido na saída de uma balada.

“É melhor passar justo lá, que te dá as coisas básicas para viver, do que aqui. Eu não tenho medo do novo, de desafio. Além de que eu sempre acho que, se começar a fazer bolo, em três anos vou abrir uma loja de bolo, porque eu acredito em mim. Se eu for fazer bolo, vou fazer um puta bolo, todo mundo vai querer comer meu bolo”, afirma.

Luana também falou sobre os preparativos a cinco meses da mudança e que está na fase de se desfazer das “tralhas”. Assim, seus móveis e roupas devem ser vendidos em um bazar, que arrecadará dinheiro para ajudar crianças portadoras da Ame (Atrofia Muscular Espinhal).

“Vou levar um terço do closed, o que for muito especial. Esses vestidinho cariocas, fofos, coloridos, que eu adoro, tenho uns 270 e vou levar uns 15”, afirmou ela, que é casada com o surfista Pedro Scooby, 29, e mãe de três filhos, Dom, 6, Bem, 2, e Liz, 2.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Famosos

‘Fui agredida por ser negra e beijar mulher’, diz Andressa Alves

Modelo do reality ‘De Férias com o Ex Brasil’, da MTV, levou chutes e socos em SP

ubiie Redação

Publicado

em

A modelo Andressa Alves, conhecida pelo reality show “De Férias com o Ex Brasil”, da MTV, foi vítima de racismo e afirmou que foi agredida com chutes e socos por ser vista beijando uma mulher após sair de uma balada em São Paulo.

Ela disse ao UOL que dois homens a abordaram na saída da casa noturna e a ofenderam por vê-la trocando carinhos com uma amiga. As duas estavam acompanhadas de seus namorados. A modelo afirmou que os homens começaram a xingá-la com palavras racistas e homofóbicas.

“Nisso meu namorado e o namorado da minha amiga, que não se importam de a gente se beijar, perguntaram o que estava acontecendo e rolou uma discussão. Os seguranças da casa mandaram os homens embora só que eles esperaram e jogaram o carro deles na frente do nosso. Os dois saíram do veículo, nossos namorados também e começaram a briga. Quando fui tentar apartar, os dois homens partiram para cima de mim e me espancaram, me deram uma surra com chutes na cara, na cabeça, no meu peito. Depois fugiram. Fiquei toda roxa e uns três dias com dificuldade para respirar”, contou Andressa.

0
0
Continuar lendo

Famosos

Repórter da Record é detido por dirigir bêbado e atropelar 3 pessoas

Paulo Vitor Gomes, o Tatuzinho, tentou fugir de blitz da Lei Seca

ubiie Redação

Publicado

em

O repórter e apresentador da Record Paulo Vitor Gomes, mais conhecido como Tatuzinho, foi detido neste domingo (23) após atropelar três pessoas, entre elas um agente do Departamento de Estradas de Rodagem, em Brasília.

De acordo com informações do site Notícias da TV, a polícia afirmou que ele estava bêbado, perdeu o controle do carro ao tentar fugir de uma blitz da Lei Seca, teve os pneus furados e capotou. As vítimas do atropelamento sofreram escoriações leves e receberam alta.

O jornalista foi transferido para a carceragem da Polícia Civil do Distrito Federal e ficou preso até a manhã desta segunda (24), quando pagou fiança de R$ 3 mil. Ele foi suspenso pela Record por um mês.

“Fomos surpreendidos e ficamos perplexos com este grave acidente envolvendo o repórter Paulo Vitor, conhecido como Tatuzinho. Poderia ter sido uma tragédia muito maior. Acreditamos na Justiça e esperamos que nosso repórter responda pelos seus atos em um processo isento e duro. E, com isso, repense a maneira de como usa um automóvel”, diz um comunicado da Record.

0
0
Continuar lendo

Famosos

Marquezine responde comentário após apoiar campanha contra Bolsonaro

Ela falou que pessoas civilizadas devem respeitar as opiniões e escolhas dos outros

ubiie Redação

Publicado

em

Após declarar seu apoio à campanha #EleNão, contra o candidato à Presidência de Jair Bolsonaro, Bruna Marquezine, 23, recebeu diversos comentários – tanto positivas quanto negativas. Uma das pessoas que a seguia chamou a atenção da atriz por ter feito um vídeo com a sua opinião.

“Se seu apoio fizesse alguma diferença, o Brasil teria ganhado a Copa. Shhhh, quietinha”, diz o seguidor no vídeo, em alusão ao namorado de Marquezine, Neymar, ser jogador da seleção brasileira. A atriz assistiu ao vídeo e optou por deixar um comentário.

“Eu não conheço essa pessoa, mas ainda vivemos em uma democracia, e em uma democracia, a gente não faz ‘shhh’ e nem ‘quietinha’ pra opinião política alheia.”

Ela ainda falou que pessoas civilizadas devem respeitar as opiniões e escolhas dos outros. “E para todos sem criatividade que estão copiando essa tentativa de piada sem nexo, sem sentido, desrespeitosa e infantil, vale lembrar que eu não estava em campo com a seleção e que Copa e eleição são coisas MUITO diferentes”, continuou Marquezine. “Minha opinião importa sim, como a de todos os brasileiros”.

Assim como Marquezine, muitas celebridades têm se posicionado contra o candidato Bolsonaro. Claudia Raia, Fernanda Lima, Sasha, Chay Suede e Raquel Sheherazade são alguns deles. A cantora Pablo Vittar chegou a se desvincular de uma marca que apoiava Bolsonaro.

Anitta foi outra famosa que esteve envolvida em polêmica com o canditato. Recentemente, ela seguiu uma pessoa que apoiava Bolsonaro, e seus fãs a quesationaram, pedindo um posicionamento.

Na quarta-feira (19) e quinta-feira (20), ela fez vídeos explicando que não precisaria se posicionar sobre assuntos de eleições apenas por defender a comunidade LGBT e seguir o movimento feminista, mas depois voltou atrás e diz que não votaria em um candidato homofóbico.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
112,31
JPY +0,42%
3,73
BRL –0,28%
1EUR
Euro. European Union
=
129,99
JPY +0,34%
4,31
BRL –0,36%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
728.228,87
JPY +0,60%
24.154,65
BRL –0,09%

Tokyo
16°
Mostly Cloudy
WedThuFri
22/14°C
19/13°C
18/13°C

São Paulo
20°
Mostly Cloudy
TueWedThu
min 18°C
27/19°C
27/19°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana