Siga-nos

Japão

308

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 36segundo(s).

Chuvas torrenciais no Japão causam 112 mortes e 50 desaparecidos

Pelo menos 112 pessoas morreram e 50 estão desaparecidas, na sequência das chuvas torrenciais, inundações e aluimentos de terra que atingiram o oeste do Japão.

ubiie Redação

Publicado

em

Pelo menos 112 pessoas morreram e 68 estão desaparecidas, na sequência das chuvas torrenciais, inundações e aluimentos de terra que atingiram o oeste do Japão, indicou o Japan Times. De acordo com um porta-voz do Governo, Yoshihide Suga, as autoridades encontraram ainda, esta manhã, 13 pessoas “sem sinais vitais” ou em situação de paragem cardio-respiratória.

O número de desaparecidos continua a subir, sobretudo em Hiroshima, uma das zonas mais atingidas, afirmou. A contagem das vítimas tem sido dificultada pelas vastas áreas afetadas por chuvas, inundações e aluimentos de terras. Mais de quatro milhões de habitantes receberam ordens para abandonarem as suas casas, instruções nem sempre respeitadas por, às vezes, ser já impossível ou demasiado perigoso seguir estas ordens.

As autoridades alertaram para a ocorrência de aluimentos de terras mesmo depois da diminuição da chuva. O Governo japonês criou um gabinete de emergência, tal como acontece após grandes sismos. As zonas mais atingidas são as prefeituras de Okayama, Hiroshima e Ehime, onde várias pessoas foram encontradas mortas, na sequência de aluimentos de terras e inundações, noticiou a agência japonesa Kyodo.

Embora o Japão seja um dos países mais desenvolvidos da Ásia, as zonas rurais são fortemente atingidas durante a estação das chuvas, registando diversas vítimas e elevados danos materiais. O Japão não vivia um desastre assim desde agosto de 2014, quando 77 pessoas morreram em Hiroshima devido às chuvas torrenciais.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Japão

Após pagar fiança, Carlos Ghosn deixa a prisão em Tóquio

Ex-presidente da Nissan é acusado de fraude e aplicação indevida de recursos

ubiie Redação

Publicado

em

O Tribunal Distrital de Tóquio, no Japão, autorizou a libertação e o executivo franco-brasileiro Carlos Ghosn, de 64 anos, ex-presidente da Nissan, deixou a prisão nesta quarta-feira (6). A Justiça rejeitou o recurso impetrado pelos promotores que tentaram reverter a concessão da fiança e as exigências impostas.

Acusado de fraude e aplicação indevida de recursos, a fiança imposta a Ghosn é no valor de US$ 9 milhões. Ele está proibido de deixar o Japão.

A Justiça determinou a instalação de uma câmera na entrada de sua residência, o uso de um computador no escritório de seu advogado e a utilização de celular desde que a internet bloqueada.

Ghosn foi preso em novembro do ano passado e indiciado por suspeita de fraudes e violação de instrumentos legais da empresa. A pena foi agravada pela quebra de confiança por transferir inadequadamente os fundos da Nissan.

0
0
Continuar lendo

Japão

Conheça o spa no Japão que oferece piscinas de vinho, chá e café

ubiie Redação

Publicado

em

Tomar banho é um hábito comum para os seres humanos, afinal, ele deixa o nosso corpo limpo e promove uma sensação relaxante. Mas você já pensou em tomar banho com algum outro líquido que não seja a água? Pois bem, no Yunessun Spa Resort, na cidade japonesa de Hakone, você pode mergulhar e se banhar em uma variedade de piscinas com líquidos bem incomuns, como chá verde, café, vinho e saquê, tudo em nome da saúde e do bem-estar.

Cada uma das diferentes piscinas promove diferentes benefícios para a saúde, segundo os donos do spa. Por exemplo, um banho de saquê tem o suposto potencial de remover sardas e manchas da idade, enquanto o chá verde produzido com ervas colhidas nas montanhas de Tanzawa e Hakone pode melhorar o sistema imunológico. Tomar banho no vinho, por outro lado, sempre foi considerado uma ação rejuvenescedora para o corpo, tanto é que acredita-se que a famosa rainha do Egito, Cleópatra, supostamente se banhava assim em várias oportunidades. Vale lembrar que o Yunessun também conta com piscinas mais tradicionais, incluindo alguns banhos temáticos que se assemelham aos antigos banhos romanos.

Curiosamente, uma garrafa de vinho de 3,6 m encontra-se ao lado da piscina exterior que vive repleta de vinho tinto. O vinho tinto contém resveratrol, um antioxidante que protege a pele dos danos ambientais, de modo que várias garrafas dessa são despejados diariamente na piscina para promover a saúde dos clientes do resort. Enquanto os banhistas saboreiam o vinho, eles também aproveitam a oportunidade para desfrutar a bebida, que é servida por garçons.

Embora spas de vinho semelhantes estejam disponíveis em todo o mundo, o Yunessun Spa Resort é provavelmente o maior e o único resort a oferecer uma variedade de ingredientes tão grande para o deleite dos banhistas. O Yunessun também conta com um banho de chocolate e até um banho de água salgada, que conta com um sal tão grosso que os banhistas chegam a flutuar sobre a piscina, como se estivessem se banhando no Mar Morto.

Como as ofertas pouco ortodoxas de Yunessun vêm fazendo sucesso, outros resorts ao redor do mundo também passaram a oferecer tratamentos de beleza estranhos, como os spas de óleo bruto no Azerbaijão e um spa israelense que oferece massagens de cobras. Mas vamos deixar para explorar esses casos individualmente em uma outra oportunidade.

0
0
Continuar lendo

Japão

Sonda japonesa vai aterrissar em asteroide para recolher amostras

Objetivo é obter pistas sobre as origens do sistema solar e da vida na Terra

ubiie Redação

Publicado

em

A sonda japonesa Hayabusa-2 deverá aterrissar no asteroide Ryugu na sexta-feira (hora local) para recolher amostras do corpo rochoso, estima a agência espacial japonesa Jaxa.

A aterrissagem está prevista para as 8h15 em Tóquio (20h15 desta quinta no Brasil).

Depois de tocar o solo do asteroide, a sonda irá disparar um projétil sobre o corpo rochoso. Ao todo, serão feitas três tentativas de aterrissagem breve para recolher amostras do solo, na expectativa de se obter pistas sobre as origens do sistema solar e da vida na Terra.

Se a missão da Hayabusa-2 for bem-sucedida, a nova sonda espacial japonesa será a primeira do mundo a regressar à Terra, em 2020, com amostras de um asteroide.

A aterrissagem da sonda no asteroide esteve prevista para outubro, mas foi descoberto que a superfície de Ryugu estava coberta por pedra, mais do que era suposto ter.

Para haver a certeza de que o sistema de recolha de amostras do asteroide irá funcionar nestas condições, a equipa científica da missão fez testes prévios na Terra.

Lançada para o espaço em dezembro de 2014, a Hayabusa-2 é a sucessora da sonda Hayabusa, cuja missão terminou em 2010 sem recolher amostras do asteroide Itokawa.

Em setembro e outubro de 2018, a sonda Hayabusa-2 largou sobre o asteroide Ryugu três pequenos robôs que obtiveram imagens e dados sobre a sua superfície.

Em 2016, a Nasa lançou a sonda OSIRIS-REx, que chegou em dezembro passado perto do asteroide Bennu, do qual pretende recolher amostras e enviá-las para a Terra, em 2023, sem aterrar o aparelho na superfície do corpo rochoso, rico em carbono, elemento básico da vida tal como se conhece.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
110,67
JPY 0,00%
3,78
BRL +0,01%
1EUR
Euro. European Union
=
126,51
JPY +0,03%
4,32
BRL +0,03%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
448.746,57
JPY +0,16%
15.310,40
BRL +0,16%

Tokyo
17°
Showers in the Vicinity
ThuFriSat
20/13°C
19/7°C
9/3°C

São Paulo
20°
Mostly Cloudy
WedThuFri
min 18°C
20/17°C
23/17°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana