Siga-nos

Futebol

274

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 58segundo(s).

Técnico diz que Alemanha teve cabeça para vencer e depender só de si

Atuais campeões bateram a Suécia de virada no sábado

ubiie Redação

Publicado

em

Após a vitória sobre a Suécia por 2 a 1, neste sábado (23), no estádio Olímpico de Sochi, o técnico da seleção alemã, Joachim Löw, evitou falar sobre um possível duelo com o Brasil pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

Com o triunfo, a Alemanha assumiu a segunda colocação do Grupo F, com três pontos -mesma pontuação da Suécia, agora terceira colocada, que leva desvantagem no confronto direto.

Assim, a atual campeã mundial precisa vencer por dois gols de diferença a Coreia do Sul para obter a classificação sem depender de outro resultado. Com duas vitórias, o México está na liderança, mas ainda corre risco de ser eliminado -necessita de um empate diante da Suécia.

Os dois jogos estão programados para a próxima quarta-feira (27), às 11h (horário de Brasília).

Os classificados do Grupo F vão enfrentar nas oitavas de final as duas melhores seleções do Grupo E, que conta com Brasil, Suíça, Sérvia e a já eliminada Costa Rica. Líder de sua chave, o Brasil hoje enfrentaria a Alemanha numa reedição da semifinal de 2014, quando o time brasileiro perdeu por 7 a 1, a pior derrota da história centenária da seleção.

“Agora eu não acho que é o melhor momento para falar nisso. Porque até onde eu sei, existe a possibilidade de Suíça e Sérvia também avançarem. A gente também vai jogar contra a Coreia do Sul para termos certeza de que vamos avançar”, disse Löw.

Apesar da expulsão de Boateng aos 37 minutos do segundo tempo, o treinador elogiou o controle emocional do seu time, que praticamente conviveu durante toda a partida com uma possível eliminação precoce ou uma situação totalmente desconfortável para a última rodada.

A equipe só passou a depender de seu próprio resultado a partir do gol de Toni Kroos, aos 50 minutos da etapa complementar.

“O que apreciei foi que não perdemos a cabeça, não entramos em pânico por estar atrás. Precisávamos girar a bola, cansar os suecos e foi isso que aconteceu. Gostei do espírito do time que sempre acreditou que podíamos vencer essa partida”, acrescentou Löw, que elogiou Toni Kross.

O jogador do Real Madrid errou um passe na etapa inicial que originou o gol sueco. A partir daí, a Alemanha teve que correr atrás para buscar a virada.

“Fiquei muito feliz por Kroos por que ele esteve envolvido no erro do gol sueco, teve uma infelicidade. Ele geralmente tem 100% de aproveitamento nos passes. Então muito fiquei feliz de ele marcar um gol vital para nós”, completou.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Futebol

Morre ex-goleiro inglês campeão do mundo em 1966

Gordon Banks estava com 81 anos

ubiie Redação

Publicado

em

O ex-goleiro inglês Gordon Banks morreu nesta terça-feira (12), aos 81 anos. A informação foi divulgada pela imprensa britânica.

Com a seleção inglesa, Gordon conquistou a Copa do Mundo de 1966, disputada no Reino Unido.

O Stoke City, clube pelo qual o ex-goleiro jogou, confirmou o óbito e emitiu um comunicado.

“É com grande tristeza que anunciamos que Gordon faleceu pacificamente da noite para o dia. Estamos devastados por perdê-lo, mas temos tantas lembranças felizes e não poderíamos ter mais orgulho dele. Pedimos que a privacidade da família seja respeitada neste momento”, diz o clube.

0
0
Continuar lendo

Futebol

Presidente do Barcelona descarta volta de Neymar: ‘Não está na mesa’

Josep Maria Bartomeu ressaltou ainda que não foi procurado pelo jogador e pelo pai dele

ubiie Redação

Publicado

em

Na véspera do clássico contra o Real Madrid, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Rei, o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, concedeu entrevista à rádio espanhola “Cadena Cope” e negou a possibilidade do retorno de Neymar ao clube na próxima temporada.

“Nunca falei com ele. E nem ele e nem o pai do jogador falaram comigo para voltar ao Barça. Eles não me ligaram”, disse Bartomeu, nesta terça-feira (5). E o cartola não parou por aí sobre o assunto.

“Estamos nos preparando para a próxima temporada e o nome do Neymar não está na mesa, até porque estamos falando de um jogador do PSG e eu não acho que o PSG queira se livrar de um jogador como ele”, disse o presidente do clube catalão.

Vale lembrar que em novembro do ano passado, o jornal “Mundo Deportivo” publicou que se Neymar quiser voltar para a Catalunha, a iniciativa terá que ser do próprio craque.

0
0
Continuar lendo

Futebol

Brasil fecha o ano na 3ª posição do ranking da Fifa; veja o top 10

O Brasil terminou o ano logo à frente da Croácia, vice-campeã do mundo

ubiie Redação

Publicado

em

O ranking da Fifa foi atualizado pela última vez neste ano, em listagem divulgada nesta quinta-feira pela entidade, e confirmou a manutenção da Bélgica como líder, mesmo posto que o país ocupava no mês passado. Com 1.727 pontos, os belgas estão um mísero ponto à frente da França, vice-líder, enquanto o Brasil continua na terceira posição, com 1.676.

A seleção belga fecha 2018 com este status no ranking depois de ter sido terceira colocada da Copa do Mundo da Rússia, na qual os franceses se sagraram bicampeões. A França, por sinal, foi destacada nesta quinta pela Fifa como o time nacional de “melhor trajetória do ano” e que subiu o maior número de pontos (165) desde dezembro de 2017.

A Bélgica, por sua vez, foi qualificada pela Fifa com a distinção de “seleção do ano” no que diz respeito ao seu ranking. O órgão lembrou que os belgas ganharam 13 dos 17 jogos que disputaram no ano e só foram derrotados uma vez, pela Suíça, em confronto válido pela recém-criada Liga das Nações da Uefa.

Eliminado nas quartas de final da Copa da Rússia justamente pela Bélgica, o Brasil terminou o ano logo à frente da Croácia, vice-campeã do mundo, quarta colocada do ranking, com 1.634 pontos. Batida pelos belgas na decisão do terceiro lugar do Mundial, a Inglaterra fecha o Top 5, com 1.631 pontos.

Portugal, Uruguai, Suíça, Espanha e Dinamarca encerram, nesta ordem, o grupo dos dez primeiros colocados da listagem, que não contou com alterações de posições em seu Top 100 nesta quinta-feira, tendo em vista o fato de que não houve confrontos relevantes entre seleções após a atualização anterior da listagem, ocorrida em 29 de novembro.

Grande vencedora do ano, a França ganhou 12 dos 18 jogos que disputou com a sua seleção principal, sendo o mais importante deles o triunfo obtido sobre a Croácia na decisão da Copa. E os franceses só foram derrotados por duas vezes em 2018, em partidas contra Colômbia e Holanda. A próxima atualização do ranking da Fifa ocorrerá em 7 de fevereiro de 2019.

Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking da Fifa:

1º Bélgica, 1.727 pontos

2º França, 1.726

3º Brasil, 1.676

4º Croácia, 1.634

5º Inglaterra, 1.631

6º Portugal, 1.614

7º Uruguai, 1.609

8º Suíça, 1.599

9º Espanha, 1.591

10º Dinamarca, 1.589

11º Argentina, 1.582

12º Colômbia, 1.575

13º Chile, 1.565

14º Suécia, 1.560

14º Holanda, 1.560

16º Alemanha, 1.558

17º México, 1.540

18º Itália, 1.539

19º País de Gales, 1.525

20º Polônia, 1.518

20º Peru, 1.518

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
110,68
JPY 0,00%
3,75
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
125,48
JPY 0,00%
4,25
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
438.364,72
JPY –0,21%
14.850,32
BRL –0,21%

Tokyo
13°
Partly Cloudy
SatSunMon
14/2°C
12/5°C
15/7°C

São Paulo
21°
Fair
FriSatSun
min 21°C
31/22°C
33/23°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana