Siga-nos

Futebol

312

Tempo estimado para a leitura: 3minuto(s) e 24segundo(s).

Com Neymar, Brasil quer equilíbrio para tentar primeira vitória na Copa

A única mudança na equipe será a entrada de Fagner na lateral-direita

ubiie Redação

Publicado

em

Com Neymar em campo, a seleção busca o equilíbrio perdido na estreia para conseguir a primeira vitória na Copa e afastar um princípio de crise.

Reclamando de dores no tornozelo direito desde domingo (17), o jogador do Paris Saint-Germain está confirmado no confronto contra a Costa Rica, às 9h, nesta sexta (22), em São Petersburgo.

A única mudança na equipe será a entrada de Fagner na lateral-direita -no treino, o titular Danilo sentiu uma lesão muscular na região do quadril.

O corintiano não joga desde 29 de abril, quando se lesionou em jogo do Brasileiro. A fase final do tratamento foi feita já com a seleção.

Depois de apenas empatar na primeira rodada com a Suíça, em 1 a 1, Tite e os jogadores tentam controlar os nervos para evitar um novo tropeço, o que poderia deixar a classificação ameaçada.Brasil e Suíça somam um ponto, enquanto a Sérvia está na liderança, com três. A Costa Rica ainda não pontuou.

A busca pelo equilíbrio é agora a prioridade do time.

“Essa seleção tem condição de produzir mais e de forma equilibrada. Tivemos algumas partes que oscilaram. A ansiedade bateu forte. Apressamos demais o jogo. Quando apressa demais, o último movimento [finalização] fica impreciso. Foram 20 chutes, mas muitos para fora. Poderíamos ter feito o goleiro trabalhar mais”, disse Tite, sobre o desempenho do primeiro jogo.

Um novo tropeço fará o Brasil igualar a pior sequência sem vitórias em Copas desde 1978, quando o time perdeu as últimas duas em 1974 e empatou duas no início do Mundial da Argentina. Após a derrota por 7 a 1 para a Alemanha, a seleção perdeu mais um jogo na Copa de 2014 (disputa pelo terceiro lugar, 3 a 0 para a Holanda) e empatou outro já nesta Copa do Mundo.

O próprio treinador admitiu que estava ansioso na estreia.

“Aquele afã passou. Eu também estava na expectativa .Vamos ter tranquilidade maior e faremos alguns ajustes de posicionamento”, disse Tite, que vai tentar a sua primeira vitória em Copas. Desde que assumiu o time, em 2016, a seleção soma 17 vitórias, quatro empates e só uma derrota.

Tite contará com Neymar, que deixou o campo reclamando de dores no tornozelo direito após o empate em Rostov. Ele ainda ficou fora de dois treinos nesta semana.

O técnico afirmou que o ex-santista não entrará em campo “no sacrifício”. Criticado pelos torcedores por individualismo, ele continuará com liberdade no ataque.

“Do Neymar, não vou tirar a característica do transgressor no último terço [do campo]. Quando estiver lá, vai pra dentro, finta, são as características do futebol brasileiro”, disse o treinador gaúcho.

Para chegar ao caminho das vitórias, os jogadores sabem que terão que rodar a bola para superar a forte marcação da seleção da Costa Rica.

O adversário, que joga com uma linha de cinco defensores e outros quatro atletas formando uma primeira linha defensiva, tem o mesmo estilo de atuar da Áustria, último adversário na preparação para a Copa. Na oportunidade, a equipe encontrou dificuldade no primeiro tempo, mas deslanchou no segundo tempo e venceu com sobras, por 3 a 0.

Em São Petersburgo, a seleção deverá contar com o apoio da maioria dos torcedores no estádio, assim como aconteceu em Rostov. Desde quarta (20), quando desembarcou na cidade russa, a delegação brasileira é recebida com festa.

“Tem 95 minutos para fazer o jogo decisivo, ir bem, vencer e ter a possibilidade de seguir na competição. Teremos que estar muito focados. Tem que pegar esse carinho do torcedor junto com a lucidez”, disse Tite.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Futebol

Messi afirma que Barcelona ‘deixou imagem espetacular’ em classificação

Messi afirmou que o time se classificou na competição “deixando uma imagem espetacular”

ubiie Redação

Publicado

em

Destaque da vitória sobre o Manchester United por 3 a 0, nesta terça-feira, no Camp Nou, que colocou o Barcelona na semifinal da Liga dos Campeões, Messi afirmou que o time se classificou na competição “deixando uma imagem espetacular”.

“Mostramos o que somos e demos uma imagem espetacular fazendo uma grande partida”, afirmou o craque argentino, que marcou duas vezes. O brasileiro Philippe Coutinho fez o terceiro e fechou o placar.

Apesar de satisfeito com o resultado, Messi criticou o desempenho da equipe nos primeiros minutos da partida. Marcus Rashford teve chance de abrir o placar, mas parou no travessão. “Entramos frios e nervosos nos primeiros cinco minutos e foi um pouco estranho até que recuperamos o controle do jogo e veio o primeiro gol.”

O argentino relembrou o confronto diante da Roma na temporada passada, quando o Barcelona acabou eliminado da Liga dos Campeões com uma derrota por 3 a 0, mesmo depois de vencer por 4 a 1, na ida, no Camp Nou.

“Não podemos sair para o jogo assim em uma partida de Liga dos Campeões, porque temos a experiência do jogo contra a Roma e poderia ter complicado nossa classificação, porque cinco minutos ruins te deixam fora”, afirmou Messi.

Após o susto inicial, o Barcelona abriu o placar aos 16 minutos, em uma jogada individual do argentino. O segundo saiu quatro minutos depois, novamente com Messi, que contou com um erro do goleiro De Gea.

“A jogada do primeiro gol nos deu força e depois, no segundo, tivemos um pouco mais de sorte, mas conseguimos o objetivo de avançar às quartas e chegar às semifinais, que fazia tempo que não conseguíamos”, disse o craque.

Em relação ao adversário da semifinal, Messi desconversou. O Barcelona vai enfrentar o vencedor de Porto e Liverpool, que se enfrentam nesta quarta-feira, em Portugal. Na ida, na Inglaterra, vitória do time da casa por 2 a 0. “Vai ser complicado porque estão os melhores, os que merecem e será dificílimo”, concluiu o craque argentino.

0
0
Continuar lendo

Futebol

França goleia Moldávia na estreia nas Eliminatórias da Eurocopa

Diante da diferença técnica entre as equipes, a França até demorou para abrir vantagem nesta sexta-feira.

ubiie Redação

Publicado

em

Atual campeã mundial, a seleção francesa começou bem a participação nas Eliminatórias da Eurocopa de 2020. Fora de casa, em Chisinau, marcou três vezes nos 36 minutos iniciais, e goleou a Moldávia por 4 a 1, pela primeira rodada do Grupo H do torneio qualificatório.

Diante da diferença técnica entre as equipes, a França até demorou para abrir vantagem nesta sexta-feira. E foi com um golaço, aos 24 minutos, quando Pogba deu passe de cavadinha para Griezmann, que bateu de primeira para fazer 1 a 0. O segundo gol francês saiu logo depois, aos 27. Dessa vez, Griezmann cobrou escanteio e Varane marcou de cabeça.

A França voltou a marcar aos 36, com Giroud, após cruzamento, levando a França a ir ao intervalo em vantagem de 3 a 0. Foi o 34º gol dele pela seleção, o que o deixou empatado com Trezeguet como terceiro maior artilheiro da história da equipe, ainda atrás de Henry e Platini.

A equipe dirigida por Didier Deschamps, então, diminuiu o ritmo no segundo tempo, mas ainda assim marcou outra vez, dessa vez com Mbappé, aos 42 minutos. E a Moldávia diminuiu aos 44, com Vladimir Ambros aproveitando rebote.

Assim ocorreu com a seleção francesa, as seleções visitantes se deram melhor nos outros dois duelos do Grupo H nesta sexta. Na Albânia, a Turquia venceu por 2 a 0, com gols marcados por Burak Yilmaz, aos 21 minutos do primeiro tempo, e Hakan Calhanoglu, aos 11 minutos da etapa final.

Já em Andorra, a Islândia, surpresa da Eurocopa de 2016, também triunfou por 2 a 0. E os seus gols foram marcados por Birkir Bjarnason, aos 22 minutos do primeiro tempo, e Kjartansson, aos 35 da etapa final.

A segunda rodada do Grupo H vai ser realizada na próxima segunda. A França, no Stade de France, receberá a Islândia. Andorra atuará novamente em casa, dessa vez contra a Albânia. E A Turquia buscará o seu segundo triunfo na competição classificatória em duelo com a Moldávia.

0
0
Continuar lendo

Futebol

Real Madrid sofre, mas volta a vencer e Solari ganha “respiro”

Madrilenhos bateral o Valladolid por 4 a 1

ubiie Redação

Publicado

em

O Real Madrid reencontrou o caminho da vitória na tarde deste domingo (10) e dá certa paz principalmente ao técnico Santiago Solari, pressionado no cargo. Apesar de sofrer bastante, os merengues viraram para cima do Valladolid e venceram por 4 a 1 o duelo válido pela 27ª rodada do Campeonato Espanhol. Varane, Benzema, duas vezes, e Modric, marcaram para o Real. Antes, Anuar abriu o placar para a equipe mandante no Estádio José Zorrilla.

É fato que o Madrid tinha uma série de desfalques e foi a campo com vários reservas, mas a má fase pesou no desempenho do clube no primeiro tempo. Até virar a partida e deslanchar, o time de Solari sofreu e contou com a ajuda do VAR (árbitro de vídeo) e da sorte para voltar a vencer. Guardiola teve dois gols bem anulados por posição de impedimento, enquanto Alcaraz isolou pênalti batido diante de Courtois.

Vinícius Júnior, Bale, Carvajal e Vázquez, machucados, foram ausências, assim como Sergio Ramos, suspenso – o zagueiro inclusive vem sendo pivô de algumas polêmicas. De acordo com o jornal “Marca”, ele e o lateral brasileiro Marcelo se desentenderam no treino de ontem. O Real vai a 51 pontos no Espanhol, mantém a terceira posição, mas fica a 12 de distância para o líder Barcelona.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
110,20
JPY +0,11%
4,10
BRL –0,01%
1EUR
Euro. European Union
=
122,94
JPY +0,04%
4,57
BRL –0,08%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
880.660,36
JPY +9,16%
32.754,16
BRL +9,05%

Tokyo
18°
Cloudy
MonTueWed
23/19°C
22/16°C
24/17°C

São Paulo
19°
Mostly Cloudy
SunMonTue
min 16°C
25/15°C
27/14°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana