Siga-nos

Mundo

410

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 38segundo(s).

Gigantesca ‘zona morta’ surge perto da costa norte-americana

ubiie Redação

Publicado

em

Os cientistas descobriram uma enorme “mancha morta” no oceano perto da costa sudeste dos EUA, cujo tamanho é comparável com o do País de Gales ou Israel.

Trata-se de zonas marítimas com baixo teor de oxigênio, que se formam por causa da contaminação da água por fertilizantes e detritos. Quando os nitratos e outros produtos químicos chegam aos rios e, em seguida, aos mares, isso resulta em reprodução rápida de algas unicelulares. Quando começam a se decompor, o nível de oxigênio na água cai e a maioria dos animais não consegue sobreviver nessas condições.

Nos últimos anos, os oceanólogos encontram mais e mais evidências de que o aquecimento global acelera o surgimento de “zonas mortas”, especialmente nas proximidades da linha do Equador. Hoje, estas zonas já representam aproximadamente 7% dos oceanos.

De acordo com a pesquisadora da Universidade da Louisiana, Nancy Rabalais, a maior dessas zonas se encontra ao norte do golfo do México, perto da costa do Texas e do Louisiana.

Em particular, Nancy Rabalais e seus colegas descobriram que o tamanho dessa “mancha morta” triplicou nos últimos anos e agora cobre uma a área comparável com um pequeno país. Ela é a segunda maior do mundo, a seguir ao fundo do mar Arábico.

Em comparação com outras zonas semelhantes, causadas pelo aquecimento global, esta é diretamente causada pela ação humana.

Segundo avisam os cientistas, o rápido crescimento dessa “mancha” prova que as pessoas usam mais e mais fertilizantes e produtos químicos. Se a tendência continuar no futuro, as fronteiras desta “zona da morte” crescerão ainda mais.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Mundo

Propaganda de açougue com foto de mulher causa polêmica em Portugal

Uma propaganda viralizou e causou indignação nos portugueses

ubiie Redação

Publicado

em

Nesta segunda-feira (15), uma foto de uma propaganda em um açougue de Vila Nova de Gaia, região norte de Portugal, viralizou nas redes sociais e causou muita polêmica ao exibir a imagem de uma mulher como ‘um pedaço de carne’.

A propaganda exibe uma mulher sentada na praia com uma descrição de um produto vendido no local. ‘Vitela Brana para assar 9,50 kg’, dizia o texto.

Logo depois da imagem viraliza, o grupo Movimento Democrático de Mulheres (MDM) decidiu se pronunciar e criticou esse tipo de publicidade: “É tempo de dizer que as mulheres não são mercadoria, não são produtos vendáveis, nem podem os seus corpos ser usados como tal”, publicou o grupo no Facebook.

O MDM ainda disse que a prática é “vexatória (…) e ajuda a manter estereótipos de gênero, a disseminar e a naturalizar o desrespeito pelas mulheres enquanto seres humanos, desrespeito esse que incita à submissão, o escárnio e à própria violência contra as mulheres”.

O açougue, que pertence a empresa Carnes Sá da Bandeira, por sua vez, comentou o caso informando que tudo era um “mal-entendido”, e que, “à semelhança do ano anterior, foram elaborados cartazes alusivos ao verão cuja associação de imagens levou a interpretações que de modo algum ocorreu à empresa”. A empresa ainda pediu desculpas pelos transtornos e que não tiveram intenção de ofender ninguém.

0
0
Continuar lendo

Mundo

Mulher entra com carro no metrô pensando que era estacionamento

Incidente aconteceu nesta segunda-feira (15) em Barcelona, na Espanha

ubiie Redação

Publicado

em

Nesta segunda-feira (15), uma mulher invadindo uma estação de metrô em Barcelona, na Espanha, após ter confundido com a entrada de um estacionamento subterrâneo. De acordo com o El Mundo, ninguém ficou ferido no incidente.

O veículo ficou preso e foi necessário além do reboque a ajuda de um guindaste da Guardia Civil. As autoridades abriram uma investigação ao incidente.

As imagens do incidente circulam nas redes sociais, tendo-se causado grande comoção em torno da entrada de metro.

0
0
Continuar lendo

Mundo

Polícia descobre que homem desaparecido foi devorado pelos próprios cães

Durante o processo de investigação, foram encontrados pedaços de cabelo, roupas e ossos nas fezes dos cães, todos com o DNA do dono

ubiie Redação

Publicado

em

Um homem, dado como desaparecido há meses, foi totalmente devorado pelos próprios cães, no Texas, EUA, de acordo com a polícia do condado de Johnson, que encerrou o caso na última terça-feira (10). Segundo os policiais, a família o procurava desde maio.

O xerife Aaron Pitts, em entrevista ao jornal Metro Reino Unido, disse que restos do corpo de Freddie Mack, de 57 anos, foram encontrados nas fezes dos seus 18 cachorros, após uma análise feita com os animais que moravam com o dono na propriedade. Durante o processo, os investigadores encontraram pedaços de cabelo, roupas e ossos nos dejetos dos cães, todos com o DNA do dono.

Ele não dava mais notícias à família desde 19 de abril deste ano. A polícia chegou a ser acionada em maio, porém, depois de se encaminhar ao terreno, não conseguiu entrar por conta da agressividade dos 18 cães, que tentaram avançar na equipe. Após não achar nenhuma pista do homem na região, os agentes voltaram e conseguiram entrar na casa.

Mark morava em uma propriedade isolada, na comunidade de Venus, com pouco mais de 4 mil habitantes e tinha problemas de saúde. Entretanto, a polícia não soube confirmar se os cachorros chegaram a matar seu dono ou apenas comeram o cadáver. Aaron Pitts disse que aparentemente os animais devoraram todo o corpo de Mark.

“Nunca nós ou alguém com quem falamos ouviu falar de um ser humano ser consumido por inteiro. Os ossos foram completamente quebrados e comidos”, revelou o xerife durante entrevista.

Pitts ainda reforça que os cachorros estavam bem cuidados e alimentados. E que o homem “amava seus animais”. No decorrer da investigação, dois deles foram mortos pelos outros cães. Outros 13, devido à “natureza agressiva”, foram abatidos por policiais. Os três que restaram estão disponíveis para adoção.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
107,93
JPY 0,00%
3,76
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
121,18
JPY 0,00%
4,23
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
1.043.884,20
JPY 0,00%
36.396,73
BRL 0,00%

Tokyo
26°
Mostly Cloudy
ThuFriSat
28/23°C
28/24°C
28/23°C

São Paulo
12°
Mostly Cloudy
WedThuFri
min 10°C
20/10°C
22/11°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana