Siga-nos

Brasil

537

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 58segundo(s).

Ladrão atende apelo de vítima e devolve exames da filha com doença rara

Caso foi registrado em Sertãozinho, no interior de São Paulo; bandidos tinham levado HD externo que continha dados sobre evolução médica da garota e o levaram de volta após pedido em redes sociais

ubiie Redação

Publicado

em

Após ter a casa invadida e furtada na segunda-feira (26/3), em Sertãozinho, no interior paulista, a antropóloga Karis Bertuzo, mãe de uma menina com doença rara, fez um apelo nas redes sociais, destaca o jornal O Estado de S. Paulo. Ela pediu para que os ladrões devolvessem pelo menos o HD externo de um notebook que havia sido levado, onde guardava informações sobre o tratamento da criança. Ela mal acreditou quando foi atendida.

No equipamento estavam exames recentes e todo o histórico do tratamento de Luiza, de 6 anos. A garota tem uma doença que afeta o desenvolvimento neurológico e motor.

Aos 3 anos, ela apresentou perda da fala, dificuldade de compreensão, desorganização da memória imediata e problemas de coordenação motora.

A família lançou campanha pelas redes sociais e conseguiu arrecadar R$ 160 mil para levar Luiza para um tratamento com células-tronco no México.

Todo o progresso obtido, gravado em vídeos e detalhado em relatórios minuciosos, estava no HD do notebook furtado. O material também pode ser útil para a identificação da doença, ainda desconhecida.

“Sem esse histórico ficava difícil acompanhar o desenvolvimento dela e fornecer dados para a comunidade científica encontrar o diagnóstico. Quando vimos que ele tinha sido levado, entramos em desespero”, escreveram Karis e o marido, o bibliotecário Marcos Bertuzo, no texto divulgado na internet.

Luiza ainda sofre distúrbios de linguagem, mas já anda de bicicleta, patinete, dança e brinca. Dentro de casa, contam os pais, ela é autônoma.

Na publicação, os pais até se dispuseram a pagar pelo resgate do HD e dos cartões de memória. “Ele pode nos ajudar a salvar a vida da Luiza”, diziam.

Surpresa

Quando a campainha soou, quase à meia-noite de terça-feira (27/3), Karis foi à porta da casa sem imaginar o que seria. “Quando estávamos em campanha pela Luiza, era gente que chegava de dia e de noite, então pensei que fosse algum amigo ou parente”, disse.

“Quando vi a pessoa estendendo o notebook, falei: ‘não acredito’, e dei um abraço nela. Só entendi que podia ser o ladrão quando ele me disse: ‘pega e entra'”, descreveu.

Segundo ela, Marcos correu para checar se nada havia sido apagado. “Felizmente, estava tudo lá. Não foi mexido.” O casal, agora, nem se importa em recuperar a TV e a máquina fotográfica, além de outros objetos levados no crime. “O que era essencial foi recuperado. Só temos de agradecer”, diz Karis.

0
0

Imagem: wiki

Clique para comentar
Publicidade

Brasil

Adolescente é estuprada e recebe R$ 100 de suspeito após o crime

Vítima esperava transporte para a escola quando foi abordada por suspeito, que está preso

ubiie Redação

Publicado

em

Uma adolescente de 17 anos foi estuprada por um homem que a abordou enquanto ela esperava o ônibus para ir à escola, em Itanhaém, litoral de São Paulo. O suspeito, José André Zanini, de 44 anos, que era procurado desde a última terça-feira (12), foi preso.

Segundo a vítima, após parar e pedir informações, Zanini obrigou que ela entrasse no carro e seguiu até um local isolado. Depois de estuprá-la, o homem ainda forçou a jovem a fazer sexo oral nele. Depois, teria demonstrado arrependimento, dando R$ 100 à estudante.

A garota foi deixada pelo suspeito em uma praça, e de lá seguiu para a escola, onde relatou o ocorrido. De acordo com o portal G1, o caso foi registrado na Delegacia Seccional de Itanhaém e a vítima foi encaminhada à UPA 24h do Município, onde recebeu medicação necessária e foi liberada em seguida.

Já o homem foi localizado em sua residência, em Praia Grande. Ele foi reconhecido pela adolescente.

0
0
Continuar lendo

Política

Projeto de Lei Anticrime será apresentado esta semana ao Congresso

Presidente Jair Bolsonaro reforçou que o objetivo é “endurecer as penas contra assassinos, líderes de gangues e corruptos”

ubiie Redação

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (16), em sua conta no Twitter, que o governo apresentará o Projeto de Lei Anticrime ao Congresso Nacional na terça-feira (19). “Na próxima terça-feira apresentaremos Projeto de Lei Anticrime ao Congresso. Elaborado pelo ministro Sergio Moro, o mesmo visa endurecer as penas contra assassinos, líderes de gangues e corruptos”, escreveu na rede social.

Na quinta-feira (14), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu mais rigor na punição do condenado por crime de homicídio ao participar, em Brasília, de evento organizado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

“A redução da taxa de homicídios passa por adoção de politicas públicas complexas. Muitas delas envolvem medidas puramente executivas, como melhorar as investigações [policiais] e restauração de áreas urbanísticas degradadas. Mas um fator fundamental é, sim, retirar o criminoso homicida de circulação”.

O projeto propõe mudanças em vários pontos da legislação a fim de endurecer o combate a crimes violentos, como o homicídio e o latrocínio, e também contra a corrupção e as organizações criminosas. “Para isso [implementação da lei], precisamos ter um tribunal mais efetivo. Um tribunal que não leve dez, 20 anos, para condenar alguém que cometa um homicídio, por exemplo”, afirmou Moro.

O ministro disse que um dos objetivos do projeto de lei é tirar das ruas os criminosos reincidentes ou comprovadamente membros de facções criminosas.

“Não estamos querendo que o autor de pequenos crimes, mesmo que reincidente, permaneça na prisão. Não se trata de endurecer as penas para os ladrões de maçã ou de chocolate, mesmo que reincidentes. Estamos falando de crimes violentos e de criminosos perigosos”, disse o ministro, pouco antes de reconhecer a baixa resolução de crimes.

Quanto ao crime organizado, Moro defendeu que as lideranças das facções, quando presos e condenados, cumpram a pena inicialmente em regime fechado, em isolamento. “A estratégia exitosa em relação à criminalidade organizada passa pelo isolamento de suas lideranças”, disse.

O ministro voltou a justificar a iniciativa do governo federal de endurecer a lei contra o crime argumentando que a corrupção, o crime organizado e o crime violento são os maiores problemas do país em termos se segurança pública, já que estão inter-relacionados.

0
0
Continuar lendo

Brasil

Jovem morto por segurança queria ser DJ e tinha filho de 6 meses

Pedro Henrique, de 19 anos, morreu ao levar uma ‘gravata’ do segurança de um supermercado da rede Extra

ubiie Redação

Publicado

em

Pedro Henrique de Oliveira Gonzaga morreu aos 19 anos na quinta-feira (14) após levar uma “gravata” do segurança de um supermercado da rede Extra, no Rio de Janeiro. Segundo reportagem do UOL, Pedro Henrique tinha um filho de seis meses e queria se tornar um MC famoso.

Ele tentava uma carreira há três anos como cantor de funk e rap, fazendo shows em casas noturnas com o nome de MC Petter Oliver.

“Até agora, eu nem consegui entender por que o segurança fez isso, era um moleque muito bom. Eu tenho boas lembranças dele, do sorriso, sempre cantando, chamando a gente para a casa dele ouvir um som novo”, declarou o produtor de eventos Matheus Oliveira ao UOL.

Pedro Henrique morava na Barra da Tijuca com a irmã, o padrasto e a mãe, Dinalva Santos de Oliveira, com quem estava no momento de sua morte. A mãe do bebê de Pedro, Julia Cardoso, de 18 anos, já não vivia com ele, mas disse ao UOL que o jovem sempre estava próximo da criança e pagava pensão regular.

“Eu estou sem chão, sem saber o que fazer, como ele vai crescer sem pai? Ele sempre queria todo mundo unido, prezava muito pela família”, afirmou ela.

Em estado de choque, a mãe de Pedro ainda não conseguiu prestar depoimento. O sepultamento do jovem será neste sábado (16), no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste do Rio.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
110,54
JPY –0,03%
3,72
BRL +0,50%
1EUR
Euro. European Union
=
125,25
JPY +0,28%
4,21
BRL +0,81%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
414.755,10
JPY +2,87%
13.952,47
BRL +3,38%

Tokyo
Partly Cloudy
MonTueWed
min 5°C
12/6°C
17/7°C

São Paulo
25°
Partly Cloudy
MonTueWed
28/21°C
28/20°C
29/21°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana