Siga-nos

Japão

788

Tempo estimado para a leitura: 4minuto(s) e 51segundo(s).

Qual a melhor cidade para se morar no Japão?

ubiie Redação

Publicado

em

A primeira coisa que temos que decidir ao mudar para o Japão é onde vamos morar? Qual a melhor cidade ou região? Onde se consegue mais empregos? Qual o local com melhor qualidade de vida? Neste artigo vamos tentar analisar qual a melhor cidade para se morar no Japão.

Em todo Japão você consegue encontrar empregos, está faltando muita mão de obra. Até mesmo nas áreas mais remotas você consegue ter uma boa qualidade de vida e acesso rápido a lazer, turismo e mercados. Tenha em mente que quanto maior a cidade mais caro é o custo de vida.

Infelizmente a escolha de cidade não é opção de todos. Muitos mudam pro Japão através de empreiteiras que já definem a cidade onde a pessoa vai morar. Não se preocupe, todas as cidades do Japão são boas e permitem uma boa qualidade de vida, tudo vai depender de você e de sua rotina!

Cidades que oferecem um bom salário como Tokyo, não costumam valer a pena devido ao alto custo de vida. É muito melhor trabalhar em uma cidade pequena onde o salário é 1000 ienes do que uma cidade grande onde o salário é 1400 ienes. Isso vai depender do seu gosto e se você tem uma família grande para pagar alugueis caríssimos.

Cidades com muitos brasileiros

Você quer uma cidade com maior número de brasileiros? Isso pode ser melhor para sua adaptação, mas também pode acabar te prendendo a zona de conforto e impedindo você de se socializar e adaptar a cultura japonesa.

As cidades com um número grande de brasileiros, estão cheias de fábricas que contratam estrangeiros, facilitando você a encontrar seu emprego. Os brasileiros e estrangeiros estão espalhados por todo Japão, mas existem algumas províncias e cidades com maior concentração de brasileiros.

Aichi, Shizuoka, Mie, Gifu, Gunma, Kanagawa, Saitama, Shiga, Nagano e Ibaraki são as regiões com a maior concentração de brasileiros. Aichi possui mais de 50 mil brasileiros, Shizuoka 30 mil, Mie 15 mil e assim vai descendo. As últimas regiões possuem na faixa de 7 mil brasileiros.

As cidades mais famosas e preferidas por brasileiros é Nagoya e Hamamatsu. Elas são grandes, cheias de brasileiros e proporcionam muita diversão. Não importa qual cidade você escolher, pense na região, porque as cidades são todas emendadas uma nas outras, facilitando visitar qualquer da sua região em poucos minutos.

Quais as melhores cidades do Japão?

A cidade de Tokyo já apareceu diversas vezes em primeiro lugar no ranking mundial de melhores cidades do mundo. Se você tiver condições ou encontrar um bom emprego, Tokyo é uma ótima opção. Infelizmente a vida em Tokyo é meio individual e as pessoas são tímidas e anti-sociais. Mas não generalize, Tokyo é uma cidade que abrange todo planeta com culturas diversas.

Já na segunda maior cidade do Japão Osaka, as pessoas costumam ser mais divertidas, introvertidas e sociáveis, considero Osaka minha região favorita. Ela é totalmente diferente da cultura de Tokyo, aqui seu chefe pode te chamar para tomar um Sake depois do trabalho.

Essas cidades maiores costumam ser mais ocidentais do que tradicionais. Você pode optar por cidades e regiões próximas da linha do Shinkansen (trem-bala). Isso vai facilitar totalmente sua vida e possibilitar conhecer diversas outras regiões do Japão de forma rápida.

  • As melhores praias do Japão se localizam no Oeste em regiões como Ishikawa e Fukui;
  • Pra esquiar no inverno a parte de cima do Japão é melhor, principalmente Nagano;
  • O frio e neve do Japão é maior subindo para o lado de Hokkaido;
  • O leste é geralmente mais atingido por tufões no verão;
  • No sul do Japão é quente e o verão passa de 40 graus;
  • Sapporo e cidades de Hokkaido costumam ser mais tranquilas, frias e rurais;
  • Para fazer amizade com os nativos, Osaka, Hokkaido e Okinawa são as melhores opções;
  • Kyoto é provavelmente a cidade mais bonita e tradicional do Japão;

Qual a melhor cidade para se morar no Japão?

Existem opiniões diversas sobre qual a melhor cidade do Japão. Alguns preferem a região de Hokkaido, Yokohama, Hiroshima, Kobe, Nagano e Chiba. Cada um escolhe sua região favorita! Eu gostei muito de Osaka, mas pra mim todo Japão é divertido de viver, com tanto que você tenha tempo para usufruir ao invés de ficar apenas trabalhando.

O emprego e a falta de vida social que faz com que pessoas fiquem com raiva de alguma cidade no Japão. As circunstâncias de cada pessoa vai decidir se aquela cidade é boa ou não pra ela. Essa é uma preferência individual e depende inteiramente dos gostos e desgostos da pessoa e do estilo de vida que ela leva.

Qual a sua cidade favorita? Aonde deseja morar no Japão? Agradecemos os comentários e compartilhamentos.

0
0

Fonte: Suki Desu

Clique para comentar
Publicidade

Japão

Tóquio-2020: 3,22 milhões de ingressos na 1ª fase

A busca por ingresso é pelo menos dez vezes superior ao número de entradas disponíveis

ubiie Redação

Publicado

em

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio revelaram nesta sexta-feira que 3,22 milhões de ingressos foram vendidos na primeira fase de comercialização das entradas para pessoas residentes no Japão, com o evento tendo uma demanda por bilhetes superior ao imaginado.

O porta-voz do comitê organizador, Masa Takaya, disse que mais de 90% dos que se candidataram e foram sorteados adquiriram suas entradas. A procura, de acordo com os organizadores, é sem precedentes no Japão, com uma busca pelo menos dez vezes superior ao número de entradas disponíveis.

Por conta disso, um novo sorteio envolvendo os interessados de “algumas centenas de milhares de ingressos” para moradores no Japão será realizado no próximo mês. O número detalhado não foi revelado, mas envolverá apenas os bilhetes não vendidos na primeira rodada.

Os organizadores de Tóquio-2020 estão tentando satisfazer o público japonês. Mas simplesmente não existem ingressos suficientes diante da demanda. E também há informações de que a procura está sendo alta fora do país.

O Comitê Organizador da Olimpíada colocou 7,8 milhões de ingressos à venda, sendo que 70% estariam destinados aos residentes no Japão. O resto está à venda fora do país, ou vai para patrocinadores, comitês olímpicos nacionais e federações esportivas.

As projeções são de arrecadação de cerca de US$ 800 milhões (aproximadamente R$ 3,05 bilhões) com os ingressos para ajudar a bancar o orçamento operacional do Comitê Organizador de Tóquio-2020 de US$ 5,6 bilhões (R$ 21,3 bilhões). A maior fonte de renda são os cerca de US$ 3 bilhões (R$ 11,4 bilhões) pagos por mais de 60 patrocinadores japoneses.

0
0
Continuar lendo

Japão

Mutação genética? Corvo que parece gorila causa espanto no Japão (Vídeo)

Um vídeo que mostra um corvo apoiado em suas asas curvadas agitou as redes sociais depois que os usuários compararam o pássaro com um gorila, inclusive em seu modo de agir.

ubiie Redação

Publicado

em

O vídeo foi registrado em Nagoya, Japão, onde a estranha criatura move a cabeça enquanto se equilibra sobre suas asas que se parecem com os braços fortes de um gorila, segundo o jornal Daily Mail.

A maior parte das pessoas que reagiram ao vídeo postado tinha ficado confusa e espantada com o comportamento do corvo. Entretanto, a pesquisadora Kaeli Swift, da Universidade de Washington, que é especialista em corvos, afirmou que se trata de um corvo-de-bico-grosso, o que explica sua cabeça desproporcional.

Além disso, o pássaro estava exibindo um comportamento perfeitamente normal enquanto tomava banhos de sol. Entretanto, ele foi flagrado enquanto estava mudando de posição, por isso parecia não ter pernas, disse a pesquisadora.

“[…] Os pássaros deixam as asas descair, bem como levantam a cauda, quando estão apanhando sol […]”, afirma a Dr.ª Swift, ressaltando que a ação do corvo seria um meio de se aquecer ou de cuidar de suas penas, já que a exposição ao sol pode reduzir as bactérias e ácaros que degradam suas penas.

Um fato importante ressaltado pela doutora é que o corvo não poderia sobreviver sem suas pernas, como alguns usuários sugeriram, pois isso impediria que o pássaro voasse.

0
0
Continuar lendo

Japão

Japão amplia setores em que graduados estrangeiros podem trabalhar

A medida entrou em vigor no dia 30 de maio

ubiie Redação

Publicado

em

O Ministério da Justiça do Japão vai permitir que estudantes estrangeiros que se formam em cursos de graduação e pós-graduação em universidades nipônicas ocupem empregos no setor de serviços do país, tal como em restaurantes. A medida entrou em vigor no dia 30 de maio.

Anteriormente, estudantes estrangeiros que buscavam trabalho no Japão só podiam se candidatar a empregos relacionados à área que estudaram.

Mas com a falta de trabalhadores em restaurantes e lojas devido ao crescente número de turistas estrangeiros, o ministério decidiu incluir a indústria de serviços na lista de vagas abertas a graduados estrangeiros.

Para se candidatarem, eles têm de obter o nível mais elevado no teste de proficiência em língua japonesa.

Aqueles que se qualificarem podem obter um visto para trabalhar no Japão por até cinco anos.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
107,93
JPY 0,00%
3,76
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
121,18
JPY 0,00%
4,23
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
1.043.884,20
JPY 0,00%
36.396,73
BRL 0,00%

Tokyo
26°
Mostly Cloudy
ThuFriSat
28/23°C
28/24°C
28/23°C

São Paulo
12°
Mostly Cloudy
WedThuFri
min 10°C
20/10°C
22/11°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana