Siga-nos

Japão

362

Tempo estimado para a leitura: 4minuto(s) e 51segundo(s).

Qual a melhor cidade para se morar no Japão?

ubiie Redação

Publicado

em

A primeira coisa que temos que decidir ao mudar para o Japão é onde vamos morar? Qual a melhor cidade ou região? Onde se consegue mais empregos? Qual o local com melhor qualidade de vida? Neste artigo vamos tentar analisar qual a melhor cidade para se morar no Japão.

Em todo Japão você consegue encontrar empregos, está faltando muita mão de obra. Até mesmo nas áreas mais remotas você consegue ter uma boa qualidade de vida e acesso rápido a lazer, turismo e mercados. Tenha em mente que quanto maior a cidade mais caro é o custo de vida.

Infelizmente a escolha de cidade não é opção de todos. Muitos mudam pro Japão através de empreiteiras que já definem a cidade onde a pessoa vai morar. Não se preocupe, todas as cidades do Japão são boas e permitem uma boa qualidade de vida, tudo vai depender de você e de sua rotina!

Cidades que oferecem um bom salário como Tokyo, não costumam valer a pena devido ao alto custo de vida. É muito melhor trabalhar em uma cidade pequena onde o salário é 1000 ienes do que uma cidade grande onde o salário é 1400 ienes. Isso vai depender do seu gosto e se você tem uma família grande para pagar alugueis caríssimos.

Cidades com muitos brasileiros

Você quer uma cidade com maior número de brasileiros? Isso pode ser melhor para sua adaptação, mas também pode acabar te prendendo a zona de conforto e impedindo você de se socializar e adaptar a cultura japonesa.

As cidades com um número grande de brasileiros, estão cheias de fábricas que contratam estrangeiros, facilitando você a encontrar seu emprego. Os brasileiros e estrangeiros estão espalhados por todo Japão, mas existem algumas províncias e cidades com maior concentração de brasileiros.

Aichi, Shizuoka, Mie, Gifu, Gunma, Kanagawa, Saitama, Shiga, Nagano e Ibaraki são as regiões com a maior concentração de brasileiros. Aichi possui mais de 50 mil brasileiros, Shizuoka 30 mil, Mie 15 mil e assim vai descendo. As últimas regiões possuem na faixa de 7 mil brasileiros.

As cidades mais famosas e preferidas por brasileiros é Nagoya e Hamamatsu. Elas são grandes, cheias de brasileiros e proporcionam muita diversão. Não importa qual cidade você escolher, pense na região, porque as cidades são todas emendadas uma nas outras, facilitando visitar qualquer da sua região em poucos minutos.

Quais as melhores cidades do Japão?

A cidade de Tokyo já apareceu diversas vezes em primeiro lugar no ranking mundial de melhores cidades do mundo. Se você tiver condições ou encontrar um bom emprego, Tokyo é uma ótima opção. Infelizmente a vida em Tokyo é meio individual e as pessoas são tímidas e anti-sociais. Mas não generalize, Tokyo é uma cidade que abrange todo planeta com culturas diversas.

Já na segunda maior cidade do Japão Osaka, as pessoas costumam ser mais divertidas, introvertidas e sociáveis, considero Osaka minha região favorita. Ela é totalmente diferente da cultura de Tokyo, aqui seu chefe pode te chamar para tomar um Sake depois do trabalho.

Essas cidades maiores costumam ser mais ocidentais do que tradicionais. Você pode optar por cidades e regiões próximas da linha do Shinkansen (trem-bala). Isso vai facilitar totalmente sua vida e possibilitar conhecer diversas outras regiões do Japão de forma rápida.

  • As melhores praias do Japão se localizam no Oeste em regiões como Ishikawa e Fukui;
  • Pra esquiar no inverno a parte de cima do Japão é melhor, principalmente Nagano;
  • O frio e neve do Japão é maior subindo para o lado de Hokkaido;
  • O leste é geralmente mais atingido por tufões no verão;
  • No sul do Japão é quente e o verão passa de 40 graus;
  • Sapporo e cidades de Hokkaido costumam ser mais tranquilas, frias e rurais;
  • Para fazer amizade com os nativos, Osaka, Hokkaido e Okinawa são as melhores opções;
  • Kyoto é provavelmente a cidade mais bonita e tradicional do Japão;

Qual a melhor cidade para se morar no Japão?

Existem opiniões diversas sobre qual a melhor cidade do Japão. Alguns preferem a região de Hokkaido, Yokohama, Hiroshima, Kobe, Nagano e Chiba. Cada um escolhe sua região favorita! Eu gostei muito de Osaka, mas pra mim todo Japão é divertido de viver, com tanto que você tenha tempo para usufruir ao invés de ficar apenas trabalhando.

O emprego e a falta de vida social que faz com que pessoas fiquem com raiva de alguma cidade no Japão. As circunstâncias de cada pessoa vai decidir se aquela cidade é boa ou não pra ela. Essa é uma preferência individual e depende inteiramente dos gostos e desgostos da pessoa e do estilo de vida que ela leva.

Qual a sua cidade favorita? Aonde deseja morar no Japão? Agradecemos os comentários e compartilhamentos.

0
0

Fonte: Suki Desu

Clique para comentar
Publicidade

Japão

Sobe para 44 número de mortos após terremoto no Japão

Além das mortes, sendo a maioria registrada na localidade de Atsuma, o novo balanço das autoridades aponta também para 660 feridos

ubiie Redação

Publicado

em

As autoridades japonesas atualizaram nesta segunda-feira (10) para 44 o número de mortos atingidos pelos terremoto de magnitude 6,7 que atingiu, na quinta-feira (6), a ilha de Hokkaido, no norte do país. De acordo com o porta-voz do executivo, Yoshihide Suga, as equipes de resgate encontraram o corpo da última pessoa dada como desaparecida, um homem de 77 anos.

Além das 44 mortes, sendo a maioria registrada na localidade de Atsuma, o novo balanço das autoridades aponta também para 660 feridos.

O tremor de terra provocado pelo sismo destruiu pelo menos 70 edifícios e deixaram 2.600 desalojados, de acordo com a televisão estatal.

O terremoto causou um corte geral na energia e paralisou os transportes públicos em Hokkaido, que precisou de dois dias para restaurar a eletricidade na maior parte da ilha, com 5,4 milhões de habitantes.

Para que não se volte a verificar “um apagão”, o porta-voz do governo pediu que se economize energia “20% a mais do que o habitual”.

Por sua vez, a Agência de Recursos Naturais e Energia do Japão aconselhou as famílias e empresas a desligarem da rede elétrica todos os aparelhos que não estão em uso.

O terremoto ocorreu a 62 quilômetros a sudeste da capital regional, Sapporo, a 40 km de profundidade, apenas dois dias depois de um tufão ter devastado a região oeste de Osaka, no sul da ilha de Honshu, a maior das ilhas do arquipélago japonês.

0
0
Continuar lendo

Japão

Japão admite pela primeira vez que radiação causou a morte a trabalhador de Fukushima

Pela primeira vez, o governo japonês admitiu que a morte de um trabalhador de uma central nuclear em Fukushima foi causada por exposição a radiação e terá de indenizar a família.

ubiie Redação

Publicado

em

Pela primeira vez, o governo japonês admitiu que a morte de um trabalhador de uma central nuclear em Fukushima foi causada por exposição a radiação e terá de Pela primeira vez, o governo japonês admitiu que a morte de um trabalhador de uma central nuclear em Fukushima foi causada por exposição a radiação. Após o governo ter negado por várias vezes que a radiação nuclear é uma causa de morte na região, o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar decidiu em favor da família do trabalhador. O governo nipónico foi assim condenado a compensar os familiares.

O trabalhador da central nuclear de Fukushima Daiichi — que foi afetada morreu na sequência de um cancro no pulmão que lhe foi diagnosticado em 2016. O homem, que tinha cerca de 50 anos, trabalhou durante toda a vida em várias centrais nucleares espalhadas pelo Japão. Desde o acidente nuclear trabalhou pelo menos duas vezes nesta central.

A Tokyo Electronic Power — que explora esta central — enfrenta uma série de processos impostos por pessoas que pedem compensação por doenças desenvolvidas desde o acidente. Até agora, o ministério já tinha admitido que a radiação esteve na origem da doença de quatro trabalhadores, mas esta é a primeira vez em que é assumido que a exposição causou a morte de um trabalhador.

Em 2011, um sismo de magnitude 9.0 na escala de Richter afetou o Japão, sendo atingido de seguido por um tsunami na costa este. A catástrofe natural matou 18 mil pessoas e causou o maior acidente nuclear desde Chernobyl. Cerca de 160 mil pessoas tiveram de ser evacuadas, mas as consequências para a saúde dos sobreviventes é difícil de mesurar.

0
0
Continuar lendo

Japão

Número de feridos em terremoto no Japão sobe para 366

Ao menos nove pessoas morreram

ubiie Redação

Publicado

em

Pelo menos 9 pessoas morreram e 30 estão desaparecidas por causa do terremoto de magnitude 6,7 que atingiu o Japão nesta quinta-feira (6). Ao menos 366 pessoas ficaram feridas.

Cinco corpos foram encontrados entre os escombros de casas atingidas por deslizamento após o terremoto em Atsuma. Houve diversos deslizamentos de terra na região.

Segundo o primeiro-ministro, Shinzo Abe, 25 mil soldados e outros funcionários seriam enviados a Hokkaido para ajudar nos resgates e reconstrução.

O sismo foi registrado 62 km ao sudeste de Sapporo, a capital da região de Hokkaido, norte do Japão, dois dias depois de um tufão causar danos significativos na região ocidental de Osaka.

O serviço de trem em toda a ilha foi suspenso, e o aeroporto de Hokkaido ficou fechado, levando ao cancelamento de centenas de voos.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
112,37
JPY +0,08%
4,16
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
131,18
JPY +0,05%
4,86
BRL –0,02%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
711.483,81
JPY –0,06%
26.339,70
BRL –0,14%

Tokyo
27°
Fair
WedThuFri
27/18°C
24/19°C
22/21°C

São Paulo
18°
Fair
TueWedThu
min 18°C
28/18°C
28/18°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana